Centro FIC - Faculdade Integrada do Ceará - Fortaleza

Cursos e Mestrados
Brasil Brasil
2.386 Mestrados e cursos Fortaleza
Procurar
FIC - Faculdade Integrada do Ceará
Fortaleza (Ceará)

A Sociedade de Ensino Superior do Ceará Ltda- SESCE, entidade de ensino mantenedora da Faculdade Integrada do Ceará - FIC é uma sociedade empresária do tipo sociedade limitada, criada em 08 de abril de 1996. Com sede e foro à rua Vicente Linhares, 308 - Aldeota na cidade de Fortaleza/CE, CEP: 60.135-270, tem seus ...

Ver maisVer mais
Links
patrocinados
Cursos da instituição
Administração de Empresas
Comércio Exterior
Contabilidade
Educação Física
Fisioterapia
Gerenciamento e Gestão de Recursos Humanos
Gestão Pública
Hotelaria e Turismo
Jornalismo
Nutrição
Publicidade
Sistemas de Informação
Links
patrocinados

A Sociedade de Ensino Superior do Ceará Ltda- SESCE, entidade de ensino mantenedora da Faculdade Integrada do Ceará - FIC é uma sociedade empresária do tipo sociedade limitada, criada em 08 de abril de 1996. Com sede e foro à rua Vicente Linhares, 308 - Aldeota na cidade de Fortaleza/CE, CEP: 60.135-270, tem seus atos constitutivos, com seu Contrato Social registrado na Junta Comercial do Estado do Ceará, sob o nº 23201082038 de 8 de novembro de 2005.

O objetivo da SESCE é manter cursos superiores de Graduação - Bacharelado, Licenciatura e Tecnologia, de Pós-Graduação e Extensão, com o objetivo de formar novos profissionais e/ou aprimorar o conhecimento daqueles que já atuam no mercado.

A SESCE tem compromisso com o saber de transformação, com a cidadania, com o Ceará e o seu destino. E o seu compromisso se cumpre por oferta de cursos absolutamente relacionados à conjuntura e a seus desdobramentos, trabalhando com o rompimento de formas ultrapassadas de organização e de produção e troca de conhecimentos. O perfil dos profissionais que deseja formar obedece a esta realidade.

Assim, a SESCE se sente responsável em oferecer a um mercado aceleradamente competitivo e em permanente transformação pessoas capazes da compreensão, para a administração, desta nova ordem e de seus novos paradigmas.
A Mantenedora coloca o seu patrimônio à disposição da mantida, que é por esta administrada de pleno direito, nos limites da Lei e das resoluções específicas da SESCE.

A Faculdade Integrada do Ceará - FIC iniciou as suas atividades acadêmicas no dia 08 de agosto de 1998 oferecendo os cursos de graduação em Administração, com habilitação em Administração Hoteleira, Ciências Contábeis e Turismo, funcionando no endereço que se situa o Colégio Batista.

Em 2000, se transferiu para o Campus Aldeota situada à Rua Vicente Linhares, nº 308, oferecendo novos cursos de graduação em: Administração, nas habilitações: Administração Geral, Comércio Exterior, Marketing, Educação Física, Fisioterapia, e Sistemas de Informação.

No início de 2001, passou a ofertar os cursos de: Comunicação Social, nas habilitações: Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Em 2002, deu início às atividades acadêmicas do Curso de Direito, integralizando, dessa forma, 12 cursos de graduação.

Em 2002, incorporou, através de processo de transferência de mantença junto ao MEC, vinte cursos superiores de formação específica mantidos pela Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá, agregando uma nova unidade, a Unidade Benfica, passando, desta forma, a oferecer cursos seqüenciais, com duração de 2 anos.

Assim, a FIC aumentou a sua contribuição para a democratização do acesso à formação superior e, conseqüentemente, ao conhecimento, à prática, à qualificação para o mercado de trabalho, levando em conta o perfil, as peculiaridades e a cultura da região. Neste mesmo ano, o Ministério da Educação reconheceu os cursos de Administração Hoteleira, Ciências Contábeis e Turismo.

Ainda em 2002, a FIC inaugurou o campus Via Corpvs, transferindo os seguintes cursos de graduação: Educação Física, Fisioterapia e Comunicação Social, nas habilitações: Jornalismo e Publicidade e Propaganda para melhor atender às necessidades acadêmicas dos cursos supracitados.

Em 2003, os cursos de Administração, nas habilitações em: Administração Geral, Comércio Exterior e Marketing, de Educação Física, Fisioterapia e Sistemas de Informação foram reconhecidos pelo Ministério de Educação e, em 2004, o Curso de Comunicação Social, nas habilitações: Jornalismo e Publicidade & Propaganda.

Em 2004.2, mais um passo é dado para consolidar o seu projeto acadêmico, a incorporação de 16 Cursos Superiores de Tecnologia do Centro de Tecnologia do Ceará - CETECE, mantidos pela SESCE, com o objetivo de atender à demanda crescente de outros segmentos do mercado de trabalho.
Paralelamente ao desenvolvimento dos seus cursos de graduação e cursos superiores em tecnologia, a FIC criou um vigoroso programa de Pós-graduação lato sensu, oferecendo à comunidade mais de 20 cursos em diversas áreas. Também implantou e desenvolveu importantes projetos de Extensão na área sociais, alguns em parceria com a comunidade onde está inserida, o que o levou ser reconhecido como uma Instituição de qualidade com responsabilidade social.
Desse modo, a inserção regional da FIC se faz presente e, cada vez mais a Instituição, procura fortalecer esta inserção, quando dimensiona no seu PDI a abertura de novos cursos e outras unidades, dando continuidade ao seu processo de interiorização.

Em 2006, o Curso de Direito foi reconhecido, complementando, desta forma, o reconhecimento dos seus doze cursos de graduação. Neste mesmo ano foram também reconhecidos cinco cursos superiores de tecnologia em: Design de Interiores, Marketing, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Hospitalar e Processos Gerenciais.

A Instituição não procurou aguardar o “pleno amadurecimento” dos seus cursos de graduação para avançar mais um degrau no nível da escolaridade superior. Com a pós-graduação, implantou, então, suas atividades de pesquisa, buscando assegurar o desenvolvimento de ações que visem a sua produção científica, tendo como instrumentos institucionais os Projetos de Pesquisa voltados para estimular o trabalho acadêmico-científico de natureza multidisciplinar e interdisciplinar. Uma outra medida que se acresce ao reforço à academia é o ordenamento de sua produção científica e editorial, concebendo-se fundamentalmente como sendo o conjunto da produção dos  docentes, garantido por um processo gradativo de discussão e construção do conhecimento. Para sua sustentação, foram instituídas as Revistas ANIMA, JURÍDICA e CORPVS criando um espaço para  edição da produção científica e acadêmica da Instituição.

A FIC tem realizado significativas ações para fortalecer parcerias com a comunidade civil. Criou em 2005 a Coordenação de Relações Empresariais e o Conselho Superior de Integração Social – CONSIS. O fortalecimento da Relação Empresarial passa a ser um canal de comunicação efetiva com as empresas que compõem o mercado de oferta de estágio, visando o fechamento de convênios para a captação de vagas para os alunos da FIC.

O Conselho Superior de Integração Social -CONSIS, por sua vez, tem a finalidade de proporcionar maior convívio e cooperação, com a troca de experiências e informações, entre a comunidade universitária e membros representativos dos diferentes segmentos da sociedade brasileira e cearense, aos quais se associam personalidades de outras regiões. O Conselho reúne-se duas vezes por ano, ocasiões em que são abordadas questões relacionadas com a educação, a economia e o desenvolvimento social, que interessam ao país e à região nordeste, sempre a cargo de um orador especialmente convidado.

Para coroar seus feitos em prol da comunidade acadêmica, inaugurou em 2007 as novas instalações da Biblioteca Rachel de Queiroz, visando proporcionar uma infra-estrutura (informatização, acervo bibliográfico e espaço físico) nos padrões de qualidade, a fim de aumentar a eficácia do processo ensino aprendizagem.

Em 2007, a FIC passa a oferecer disciplinas pelo sistema semi-presencial de disciplinas a distância em parceria com a Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro, reafirmando dessa forma o seu compromisso com a antecipação, inovação e excelência.

A Faculdade Integrada do Ceará orienta suas ações de acordo com os paradigmas que nortearão este milênio: inovação, antecipação e excelência.

Inova na medida que utiliza estratégias, processos, controles e avaliações de acordo com os modernos princípios da pedagogia e das organizações modernas.

Antecipa-se, quando oferece, com base na análise de cenários futuros, cursos regulares, de extensão e programas diferenciados, que são essenciais para a formação de um novo profissional, que esteja apto a competir no mercado de trabalho, atual e futuro, contribuindo dessa forma para o progresso de nosso Estado e do país.

Finalmente, busca a excelência do seu processo educacional, através de um projeto pedagógico moderno, com atividades permanentes que envolvem estudo em biblioteca, pesquisa na Internet, aulas práticas, visitas técnicas, palestras e seminários, colocando em primeiro plano a qualidade dos serviços e, conseqüentemente, a satisfação dos alunos.

Confirme sua Instituição
Copie isto no seu site:
Nova Busca
Procurar