Home>Graduação>Engenharia>Espírito Santo do Pinhal>Graduação em Engenharia Mecatrônica - Espírito Santo do Pinhal - São Paulo
 

Graduação em Engenharia Mecatrônica

Loading...

Solicite informação sem compromisso
UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal

Graduação em Engenharia Mecatrônica - Espírito Santo do Pinhal - São Paulo

Nome
Sobrenome
E-mail
Telefone de Contato
DDD Ex: 14
 
 
 
 
Teléfono Fijo Ej: 24344444
 
 
 
 
Estado
Cidade
CPF
Perguntas
Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a política de privacidade
* Campos obrigatórios

Em breve um responsável da UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal, entrará em contato contigo para mais informações.
Por favor, preencha todos os campos corretamente
Imagens - UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal:
Centro UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal São Paulo Brasil
Centro UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal São Paulo Brasil
AnteriorAnterior
PróximaPróxima
Foto Centro UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal Espírito Santo do Pinhal
UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal São Paulo Brasil
Foto UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal São Paulo Brasil
Centro UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal São Paulo Brasil

Análise da Educaedu

Pablo Nieves
Graduação em Engenharia Mecatrônica
  • Modalidade

    Curso presencial.

  • Certificado Oficial

    Diploma oficial emitido pela instituição.

  • Considerações

    O curso de Engenharia Mecatrônica forma profissionais na área de automação e controle de processos capazes de contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do país.

    A graduação oferece ainda conhecimento técnico que proporciona a habilidade de analisar, planejar, projetar, executar, supervisionar e gerenciar sistemas de automação e controle nos aspectos físico (“a máquina”) e lógico (“o programa”).

    De forma geral, o curso pretende formar profissionais capazes de desenvolver novas tecnologias e promover o avanço científico em automação e controle de processos, tanto do ponto de vista acadêmico quanto prático; proporcionar ao aluno um contato direto com o mundo real, através de trabalhos de estágio e iniciação científica, incentivando o aluno a participar na publicação de trabalhos que estejam sendo realizados, sempre com a orientação de um docente do curso; orientar o aluno quanto ao desenvolvimento de seu perfil profissional, permitindo que o mesmo possa vir a se identificar como empreendedor, pesquisador, docente, etc.

    É objetivo da Unipinhal também proporcionar uma formação que estimule para a formação humana do aluno, através da consolidação da ética como fator fundamental para o desenvolvimento do profissional-pessoa.

    O centro conta com ampla informa-estrutura e corpo docente composto por graduados, mestres e doutores.

  • Dirigido a

    Interessados na área de engenharia.

  • Área de atuação

    O engenheiro mecatrônico tem espaço de trabalho em toda e qualquer empresa que produza em série. Isto porque a produção em série supõe similaridade (igualdade) entre as unidades produzidas. Desde a produção de parafusos até a produção de automóveis e aviões, é absolutamente necessário manter o mais uniforme possível tanto as características do ambiente (pressão, temperatura, pH, etc.) quanto do produto (espessura, forma, cor, volume, peso, etc.)

Gostaria de saber mais sobre esse curso?

Graduação em Engenharia Mecatrônica - Espírito Santo do Pinhal - São Paulo Comentários sobre Graduação em Engenharia Mecatrônica - Espírito Santo do Pinhal - São Paulo
Objetivos:
O curso de Engenharia Mecatrônica tem como objetivo fundamental formar profissionais na área de automação e controle de processos capazes de contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do país, com o conhecimento técnico que proporcione a habilidade de analisar, planejar, projetar, executar, supervisionar e gerenciar sistemas de automação e controle nos aspectos físico (“a máquina”) e lógico (“o programa”).

De forma geral, o curso pretende:

* Formar profissionais capazes de desenvolver novas tecnologias e promover o avanço científico em automação e controle de processos, tanto do ponto de vista acadêmico quanto prático.
* Proporcionar ao aluno um contato direto com o mundo real, através de trabalhos de estágio e iniciação científica, incentivando o aluno a participar na publicação de trabalhos que estejam sendo realizados, sempre com a orientação de um docente do curso.
* Orientar o aluno quanto ao desenvolvimento de seu perfil profissional, permitindo que o mesmo possa vir a se identificar como empreendedor, pesquisador, docente, etc.
* Contribuir para a formação humana do aluno, através da consolidação da ética como fator fundamental para o desenvolvimento do profissional-pessoa
Conteúdo:
Período: Noturno
Nº de Vagas: 80 vagas
Número máximo de alunos por turma:
-Aulas teóricas: 80 alunos
-Aulas práticas: 40 alunos

Coordenador do Curso

Prof. Dr. José Tarcísio Franco de Camargo
Engenheiro Eletricista (UNICAMP – 1989)
Mestre em Engenharia Elétrica (UNICAMP – 1992)
Doutor em Engenharia Elétrica (UNICAMP – 1995)

Corpo Docente

Álvaro Antunes Bezerra (Graduado)
Benito Tomás Giordani (Mestre)
Dioraci Garcia Pinatti (Mestre)
Émerson de Oliveira Batista (Mestre)
Fernando Henrique de Faria (Especialista)
Jasiel Pereira Pinto (Graduado)
José Carlos Félix Junior (Graduado)
José Renato Borelli (Mestre)
José Tarcísio Franco de Camargo (Doutor)
Manoel Peluso de Carvalho Filho (Mestre)
Marliete Pereira de Lima (Especialista)
Maristela Reis Delalibella Piccinini (Mestre)
Maurício Salvetti Oliveira (Mestre)
Mauro José Evangelista (Mestre)
Monica Luri Giboshi (Doutora)

O conjunto de aptidões esperadas dos egressos do curso de Engenharia Mecatrônica é o seguinte:

* Capacidade de utilizar a matemática, a física e as modernas tecnologias da computação, da eletrônica, da mecânica, entre outras, no apoio à construção de produtos ou serviços seguros, confiáveis e de relevância à sociedade.
* Capacidade de tirar proveito das tecnologias já estabelecidas e desenvolver novas técnicas, no sentido de gerar produtos e serviços como mencionado previamente.
* Capacidade de entender e interagir com o ambiente em que os produtos e serviços, por ele projetados ou construídos, irão operar.
* Conhecimento suficiente de outras áreas (administração, economia, ciências do ambiente, etc.), além das já mencionadas, que lhe permita assumir a responsabilidade completa de produtos e serviços até um determinado nível de especificidade.
* Facilidade de interagir e de se comunicar com profissionais de sua área, além de profissionais de outras áreas, no desenvolvimento de projetos em equipe.
* Facilidade de interagir e de se comunicar com clientes, fornecedores e com o público em geral.
* Capacidade de supervisionar, coordenar, orientar, planejar, especificar, projetar e implementar ações pertinentes à engenharia de controle e automação e analisar os resultados.
* Capacidade de realizar estudos de viabilidade técnico-econômica e orçamentos de ações pertinentes à engenharia de automação e controle.
* Disposição e postura de permanente busca da atualização profissional.
* Disposição em aceitar a responsabilidade pela correção, precisão, confiabilidade, qualidade e segurança de seus projetos e implementações.
* Compreender e aplicar a ética e a responsabilidade profissional e avaliar o impacto de suas atividades no contexto social e ambiental.
* Capacidade de projetar, construir, testar e manter, tanto “hardware” como “software”, no apoio à construção ou incorporação de produtos ou serviços, principalmente naqueles que requeiram a interação com o ambiente e ou dispositivos físicos, além dos sistemas eletro-mecânicos ou computacionais utilizados para a gestão de processos.

Problemas que os egressos estarão capacitados a resolver:

As classes de problemas que os egressos estarão capacitados a resolver incluem efetivamente os problemas multidisciplinares. No caso, além de alguns problemas típicos tratados por um bacharel em automação e controle, os egressos estarão capacitados também a resolver problemas complexos que permeiam entre as áreas de computação, eletricidade-eletrônica e mecânica. De uma forma geral estes problemas relacionam-se com:

* Problemas de projeto e configuração de sistemas de controle automático em que sejam exigidas as seguintes capacidades: determinar quais funções devem ser implementadas em hardware e quais devem ser implementadas em software; selecionando os componentes básicos de hardware e de software.
* Problemas que requeiram o desenvolvimento de software suficientemente complexo para exigir a aplicação de conhecimentos instrumentais às áreas de automação e controle.
* Problemas que exijam a familiaridade com as tecnologias de automação e controle, de ferramentas de projeto e o discernimento de como, quando e quanto utilizar tais ferramentas.
* Problemas que exijam a familiaridade com ferramentas de análise e projeto de software e o discernimento de como, quando e quanto utilizar tais ferramentas.
* Problemas que exijam a familiaridade com as tecnologias de eletrônica e mecânica e o discernimento de como, quando e quanto utilizar tais tecnologias.
* Problemas de complexidade que exijam a gerência do desenvolvimento do hardware e do software de determinados sistemas, com aplicação de modelos de qualidade.
* Problemas complexos de integração de sistemas que exijam a utilização de técnicas e métodos multidisciplinares em engenharia.
* Problemas que envolvam o desenvolvimento criativo e o projeto de novas aplicações, produtos, serviços e sistemas nas vertentes propostas.
* Problemas de análise de desempenho de projetos e sistemas, propostos ou implementados, seja através de modelos analíticos, de simulação ou de experimentação.
* Problemas de análise e determinação dos requisitos que um projeto ou sistema deve atender, documentando estes requisitos de forma clara, concisa, precisa, organizada e fácil de ser usada.
* Problemas que impliquem no tratamento da concorrência, paralelismo, controle e manuseio de eventos, distribuição, manuseio de exceções e erros, sistemas interativos e persistência.
Funções que os egressos poderão exercer no mercado de trabalho:

O engenheiro mecatrônico tem espaço de trabalho em toda e qualquer empresa que produza em série. Isto porque a produção em série supõe similaridade (igualdade) entre as unidades produzidas. Desde a produção de parafusos até a produção de automóveis e aviões, é absolutamente necessário manter o mais uniforme possível tanto as características do ambiente (pressão, temperatura, pH, etc.) quanto do produto (espessura, forma, cor, volume, peso, etc.). Isto só se consegue com o controle automático dos processos. Esse é, essencialmente, o mercado de trabalho do engenheiro de controle e automação. Dessa forma, verifica-se concretamente um campo de atuação muito vasto e crescente para essa modalidade de engenheiro. Além da área industrial, também nas áreas comercial e de serviços existe amplo espaço de trabalho para os engenheiros de controle e automação. Todos podem avaliar a importância de um bom sistema de controle de estoque num grande supermercado, por exemplo. Por outro lado, os serviços de projetos de sistemas automatizados, realizados nas chamadas empresas de engenharia, são também fundamentais, existindo em larga escala nos dias de hoje.
Um outro campo de atuação do engenheiro mecatrônico encontra-se nas áreas científicas e de desenvolvimento tecnológico. Aí enquadram-se contribuições teóricas em áreas de pesquisa ainda em desenvolvimento e a participação em equipes de ensino e pesquisas aplicadas desde a área de sistemas biológicos (estudo dos sistemas de regulação de temperatura, pressão arterial, freqüência cardíaca e outros) até a área de controle de processos industriais (novas estruturas computacionais para controle de fabricação de aço, fabricação de autopeças e outros produtos, controle de tratamento de minérios, de destilação de petróleo, de vôo em aeronaves, de suspensão e de motores de automóveis, etc.).

O engenheiro mecatrônico poderá, no que concerne às atividades de engenharia:

* trabalhar em setores industriais, comerciais e de serviços, sendo responsável pela modernização, automação e otimização desses processos;
* atuar em empresas de engenharia, projetando e integrando sistemas computacionais para automação industrial;
* executar projetos de engenharia básica, visando planejar a expansão e automação de longo prazo;
* desenvolver produtos de instrumentação, controle, operação e supervisão de processos industriais;
* dedicar-se ao desenvolvimento e gerência do próprio negócio, tornando-se um empresário.;
* poderá continuar sua formação acadêmica em cursos de pós-graduação no Brasil ou no exterior, vindo a tornar-se um professor universitário ou um pesquisador nessa área absolutamente fundamental da tecnologia moderna.
* Capacidade de adaptação do egresso à evolução da Mecatrônica e de suas tecnologias:

A estrutura curricular do curso inclui disciplinas básicas e tecnológicas clássicas, abordadas de maneira a desenvolver nos alunos os conceitos essenciais da área de automação e controle de maneira sólida e propiciar-lhes facilidades para o acompanhamento futuro da evolução desta área, seja através de auto-estudo ou através de cursos de pós-graduação ou de aperfeiçoamento. Deve-se ressaltar o caráter essencialmente formativo, em contraposição ao informativo, adotado no curso. As atividades práticas e as aulas demonstrativas devem reforçar o aprendizado e solidificar o conhecimento necessário para a evolução do egresso.
Exercício Profissional

O curso foi criado pelo MEC, através da Portaria 1694, de 5 de Dezembro de 1994, publicada no D.O.U. de 12/12/94. Esta Portaria destaca a respeito do novo curso de graduação.
Integralização

Para graduar-se o aluno deverá perfazer o total de 3.690 horas, sendo 3.330 horas presenciais e 360 horas de estágio supervisionado. O Curso poderá ser integralizado em 10 semestres para cumprimento do currículo pleno, sendo o prazo máximo de integralização 20 semestres.
Infra-Estrutura do Curso

Para formar o Engenheiro Mecatrônico, a UNIPINHAL conta com uma excelente infra-estrutura física que dispõe, entre vários ambientes, de:

* Salas de aula amplas e confortáveis;
* Laboratórios de informática, com equipamentos de última geração, todos interligados em rede e conectados à Internet;
* Laboratório de Mecatrônica, dotado de máquinas e dispositivos de controle de última geração para o desenvolvimento de atividades de controle e automação de processos;
* Laboratório de Eletrônica e Sistemas Digitais, dotado de equipamentos de ponta para o desenvolvimento de atividades de “hardware”;
* Laboratório de Física e Eletricidade, dotado de equipamentos para a investigação de diversos fenômenos de natureza física.
* Empresa-Júnior, cujo objetivo é servir de “vitrine” para apresentar o potencial de nossos alunos ao mercado e, também, para que os alunos possam vivenciar o cotidiano de uma empresa;
* Uma ampla, confortável e bem estruturada Biblioteca, onde os alunos podem encontrar as mais diversas referências bibliográficas para o desenvolvimento de seu curso (inclusive com acesso à Internet) além de um ambiente plenamente favorável ao estudo no interior da própria biblioteca.

Convênios

Para consolidar a integração do aluno com o ambiente empresarial a UNIPINHAL possui convênios com várias empresas privadas, órgãos públicos e instituições como o CIEE – Centro de Integração Empresa Escola – onde, através do “Estágio Supervisionado”, o aluno do Curso de Engenharia Mecatrônica pode vivenciar o cotidiano de uma empresa e apresentar ao mercado todo o seu potencial como profissional na área de controle e automação.
Destaca-se também o convênio “Academic Alliance” celebrado entre a UNIPINHAL e a Microsoft, o qual permite que os alunos deste curso tenham acesso gratuito a um grande número de produtos da Microsoft. De forma semelhante, também merece destaque o convênio celebrado entre a UNIPINHAL e a IBM, o qual disponibiliza a alunos e professores deste curso vários aplicativos desta empresa (sem custo algum) além possibilidade de uso de computadores (mainframes) da própria IBM.

Últimas visitas ao cursoSolicitar informação à Instituição

Outro curso relacionado com Graduação de Engenharia: