Home > Mestrado > Ciências Ambientais > Goiânia > Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde - Goiânia - Goiás Estado

Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Solicite informação sem compromisso UCG - Universidade Católica de Goiás

Para enviar a solicitaçao você deve aceitar a Política de Privacidade

Análise do Educedu

Alisson Soria

Alisson Soria

Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

  • Modalidade
    O Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde na Universidade Católica de Goiás é ministrado presencialmente.
  • Duração
    O curso possui um total de 1320 horas.
  • Certificado Oficial
    O aluno recebe o título de Mestre em Ciências Ambientais e Saúde.
  • Considerações
    A PUC Goiás possui cinco campus, quatro deles em Goiânia, e instalações com uma Biblioteca Central com mais de 213 mil livros, um espaço para os alunos no centro de idiomas e um canal de TV aberta. O objetivo do curso é promover consciência ambiental na sociedade, procurando soluções problemáticas e conflitos, tendo em vista sempre a preservação da diversidade biológica. De acordo com o Guia do Estudante da Editora Abril, foram concedidas estrelas a 17 cursos da Universidade PUC Goiás.
  • Dirigido a
    O Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde está direcionado para quem deseja analisar, discutir e compreender os aspectos antropogênicos e ambientais.
  • Área de atuação
    Assim como outros portadores do diploma da PUC no Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde, o profissional pode exercer atividade nas empresas tais como: -Instituto de Pesquisa, Ensino e Ação em Saúde Mental -Atlântica Catering & Supplies Soluções em Hotelaria Marítima -Unimed-Rio
Quer saber mais sobre este curso?
Solicitar informações

Comentários sobre Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde - Presencial - Goiânia - Goiás Estado

  • Objectivos
    O Programa de Pós-Graduação (Mestrado) stricto sensu em Ciências Ambientais e Saúde (MCAS), vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPE) da Universidade Católica de Goiás (UCG), iniciou suas atividades em agosto de 2002, tendo sido recomendado pela Capes com conceito 4, estando inserido no comitê multidisciplinar. O programa é composto atualmente por docentes pertencentes a 8 departamentos da UCG e constitui uma proposta inovadora voltada para a análise, discussão e compreensão dos aspectos antropogênicos e ambientais que interferem na qualidade de vida e, consequentemente, na saúde humana individual e coletiva. O MCAS tem como meta a articulação das diferentes áreas da ciência em torno da temática da saúde humana e do meio ambiente, através de uma abordagem e metodologia interdisciplinares
  • Titulação
    Mestre em Ciências Ambientais e Saúde
  • Conteúdo

    Obrigatórias

    BIODIVERSIDADE E RECURSOS NATURAIS (6 créditos) - Conceito de biodiversidade e seus diferentes níveis de abrangência. Interações organísmicas e a manutenção do equilíbrio dos ecossistemas. Evolução da diversidade biológica. Valor e uso da biodiversidade. Conseqüências da alteração da biodiversidade. Estratégias de conservação. Caracterização dos biomas brasileiros, com ênfase nos Cerrados. Preservação dos recursos hídricos no contexto sobre as contaminações naturais e antrópicas e sua legislação. Uso e conservação dos solos. Caracterização dos fatores bióticos e abióticos que interferem na dinâmica, distribuição e evolução das diferentes fitofisionomias, principalmente dos Cerrados.

    SOCIEDADE, AMBIENTE E SAÚDE (6 créditos) - Fundamentos teóricos das Ciências Sociais e Ambientais. Formas históricas de organização da sociedade e suas conseqüências sobre a saúde humana. A Sociedade capitalista globalizada e o processo de trabalho: seus efeitos sobre o ambiente e a saúde ocupacional da população. Atividade antrópica sobre o meio ambiente e a sua relação com a saúde-doença. Comportamento Humano, contexto cultural e qualidade de vida. Relação dos processos psicológicos com a saúde: eficiência imunológica, manejo do estresse e desenvolvimento de doenças crônicas e auto-imunes.

    METODOLOGIA DA PESQUISA (4 créditos) - Concepções gerais em epistemologia: teoria, hipóteses e modelos; análise quantitativa & qualitativa; ciência e pseudo-ciência; observação e experimentação; paradigmas correntes em ciências da saúde e ciências ambientais; formas de produção e avaliação do conhecimento científico (cienciometria).

    Optativas

    PRINCÍPIOS DE ANÁLISE COMPORTAMENTAL (4 créditos) - O desenvolvimento da Psicologia como ciência; o Behaviorismo como uma filosofia da Psicologia; definição de comportamento no Behaviorismo Radical; a questão do método e a noção de causa; o papel da consequenciação nos processos comportamentais; a contingência tríplice como instrumento de análise funcional; influências do modelo evolucionário como um modo causal;
    análise de causa comportamental e os níveis: ontogenético, filogenético e cultural.

    AMBIENTE E ESTRESSE NO HOMEM (4 créditos) - Caracterização dos processos envolvidos na regulação e integração dos sistemas imunológico, nervoso e endócrino na resposta ao estresse. Estresse como fator indutor de doença. Fatores ambientais determinantes do estresse. O paradigma de Pennebaker como metodologia de pesquisa: implicações, problemas e aspectos contemporâneos.

    POLÍTICAS PÚBLICAS, CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA (4 créditos) - Sociedade, Estado, Classes Sociais e Ideologia. Modelos de Desenvolvimento, relações de gênero e qualidade de vida. O atual Projeto de Desenvolvimento da sociedade global e os atores emergentes do novo ambientalismo e da área de saúde. Tratados, Convenções e Programas Internacionais e a implementação de Políticas Públicas Ambientais e de Saúde pelo Estado Brasileiro.

    METODOLOGIA DA PESQUISA EM DOENÇAS CRÔNICAS E AUTO-IMUNES (4 créditos) - Determinantes sócio-ambientais de enfermidades crônicas e auto-imunes. Avaliação da atividade funcional de fagócitos. Separação celular por gradiente de densidade. Imunofenotipagem por citometria de fluxo. Ensaios de citotoxicidade: avaliação da atividade citotóxica de células NK. Citocinas: ensaio ELISPOT. Apoptose: proteína Fas (CD95/APO-1). Detecção de anticorpos antinucleares e anticitoplasmáticos (FAN-HEp2 ).

    DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE (4 créditos) - Conceito de desenvolvimento sustentável; efeitos antrópicos sobre a biodiversidade; desenvolvimento econômico e preservação da biodiversidade; diversidade biológica e sociedades tradicionais; estratégias de conservação da biodiversidade nos níveis das populações, espécies e comunidades biológicas; caracterização dos biomas brasileiros quanto à preservação da biodiversidade, com ênfase no Cerrado; políticas públicas ambientais e de conservação.

    CULTURA, TECNOLOGIA E TRANSFORMAÇÕES AMBIENTAIS (4 créditos) - Visão crítica do processo civilizatório humano na Terra e no continente americano; aspectos culturais do uso e modificações ambientais; evolução tecnológica e custo ambiental; transformações ambientais no Brasil; transformações ambientais do Cerrado.

    MUTAGÊNESE AMBIENTAL (4 créditos) - Perspectiva histórica da mutagênese ambiental. Biologia molecular da indução da mutação e dano ao DNA. Reparo do DNA e sua regulação. Mutação e câncer. Estilo de vida e mutagênese. Estimativa de risco. Métodos de monitoramento da exposição de populações para determinar freqüências basais de mutação, marcadores de exposição e monitoramento de risco para exposição acidental, ocupacional e terapêutica. Susceptibilidade genética.

    ESTATÍSTICA APLICADA (4 créditos) - Concepções científicas e modelos; unidades amostrais e definição de variáveis ambientais; descrição quantitativa e estatística descritiva; probabilidade e inferência; distribuições estatísticas; teste de hipóteses; introdução aos modelos lineares; introdução à análise multidimensional

    TÓPICOS ESPECIAIS EM CIENCIAS AMBIENTAIS & SAUDE (4 créditos) - Disciplina de ementa livre para acomodar a participação ocasional de docentes que venham contribuir com novas técnicas e avanços teórico-metodológicos na área de meio ambiente, sociedade e saúde (oferta a ser definida pela coordenação).

    DEMOGRAFIA HUMANA E EPIDEMIOLOGIA (4 créditos) - Modelos básicos de crescimento populacional; processos estocásticos e determinísticos; estimativa de capacidade de suporte para a população humana e fatores limitantes; modelos de difusão espacial; dinâmica sincronizada e interações inter-específicas (hospedeiro-parasita); conceitos de saúde e doença; teorias da epidemiologia; epidemiologia descritiva; epidemiologia analítica; epidemiologia experimental; cadeia epidemiológica; estágios das doenças; classificação das doenças; mecanismos de controle de doenças; políticas de saúde.

    BIOÉTICA E MEIO AMBIENTE (4 créditos) - Noções de ética filosófica. Moral, ética e costumes. A condição humana e a bioética. Breve história da bioética. O complexo da saúde e da doença no pensamento ocidental. Autonomia, escolha e situação limite. Ciência, técnica e finitude. O conceito de natureza humana e seus desdobramentos argumentativos. Breve história das concepções de natureza humana. Teleologia, entropia e morte. Meio ambiente e saúde. Organismo, evolução e involução. Os limites da bioética e o princípio da razoabilidade. Meio ambiente e o futuro da espécie. Meio ambiente, globalização e cosmopolitismo.

    DOENÇAS EMERGENTES E REEMERGENTES (4 créditos) - Fundamentos básicos sobre doenças emergentes e reemergentes, enfocando as principais doenças, tais como: Malária, Pneumonia Atípica (SARS), Tubercolose e diarréia causadas por Yersinia, dando ênfase na epidemiologia, patologia, diagnóstico e prevenção destas doenças.

    GEOQUÍMICA AMBIENTAL E SAÚDE (4 créditos) - Princípios de Geoquímica, levando em consideração a distribuição dos elementos químicos na natureza e sua influência na saúde e meio ambiente. A relação geoquímica ambiental e geomedicina como um estudo dos processos geoquímicos da antroposfera produzida pela atuação dos seres humanos, estudando causas e efeitos nos diversos biomas brasileiros, em especial no Cerrado. Planejamento de amostragem e trabalhos de campo incluindo hidrogeoquímica e fatores de poluição natural ou antrópicas e saúde, visando localizar possíveis fontes anômalas e caracterizando inclusive a qualidade da água dos mananciais para futuros monitoramentos na qualidade de vida

    Linhas de Pesquisa:

    a) BIODIVERSIDADE E INDICADORES DE QUALIDADE AMBIENTAL
    b) SOCIEDADE, SAÚDE E AMBIENTE
    c) BASES CONCEITUAIS E NOVAS METODOLOGIAS DE INTEGRAÇÃO EM SAÚDE E AMBIENTE

    Projetos de Pesquisa:

    BASES CONCEITUAIS E NOVAS METODOLOGIAS INTEGRADORAS EM SAÚDE E AMBIENTE

    BIODIVERSIDADE E INDICADORES DE QUALIDADE AMBIENTAL

    SOCIEDADE AMBIENTE E SAÚDE

Últimas visitas ao curso

Solicitar informação à Instituição

"Eu gostaria de saber como faço para fazer um Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde, Pois já conclui a graduação em pedagogia e pós em docência universitária, na minha cidade e nem nas cidades mais próximas não tem mestrado nem a distancia. Gostaria de saber também se existe uma possibilidade de ganhar bolsa ou fazer um financiamento para fazer um mestrado na universidade católica de Goiás. "

Abgair para Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Goiás Estado

"Gostaria de receber as seguintes informações sobre o Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde: época de seleção, linhas de pesquisa, tempo de duração máximo e minimo, período das aulas: diária, semanal, quinzenal ou mensal; valor da mensalidade. Meu interesse foca-se na área de saúde publica com enfase em infecção hospitalar - em especial enfermagem. "

Rayssa para Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Goiás Estado

"Sou professora graduada em pedagogia e pós - graduada em psicopedagogia e didática e metodologia nas séries iniciais,mas no momento não estou em sala de aula, sonho em aperfeiçoar melhor o conhecimento em relações humanas, pretendo fazer mestrado voltado para esta área."

Izaurina para Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Mato Grosso

Outro curso relacionado com Ciências Ambientais

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |