Home>Pós-graduação>Enfermagem>Rio de Janeiro Capital>Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho - Rio de Janeiro Capital - Rio de Janeiro
 

Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho

Método: Presencial
Locais Disponíveis:
Loading...

Solicite informação sem compromisso
FABA - Faculdade Bezerra de Araújo

Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho - Rio de Janeiro Capital - Rio de Janeiro

Nome
Sobrenome
E-mail
Telefone de Contato
DDD Ex: 14
 
 
 
 
Teléfono Fijo Ej: 24344444
 
 
 
 
Estado
Cidade
CPF
Perguntas
Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a política de privacidade
* Campos obrigatórios

Em breve um responsável da FABA - Faculdade Bezerra de Araújo, entrará em contato contigo para mais informações.
Por favor, preencha todos os campos corretamente
Imagens - FABA - Faculdade Bezerra de Araújo:
Foto Centro FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro
Foto Centro FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro
AnteriorAnterior
PróximaPróxima
FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro Brasil Foto
Foto FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro Brasil
Centro FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro Brasil
Foto Centro FABA - Faculdade Bezerra de Araújo Rio de Janeiro

Análise da Educaedu

Pablo Nieves
Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho
  • Modalidade

    A Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho é presencial.

  • Duração

    A carga horária do curso é de 583 horas, distribuidas em 18 meses de aula.

  • Certificado Oficial

    Diploma de conclusão do curso de pós-graduação em Enfermagem do Trabalho.

  • Considerações

    A Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho tem por objetivo capacitar profissionais da área de enfermagem para o trabalho específico com a saúde do trabalhador, principalmente em condições geradoras dos agravos à saúde.
    O profissional de enfermagem receberá uma ampla formação na área de saúde, legislação de segurança e medicina do trabalho no Brasil.
    Com esses conhecimentos também trabalhará no campo da prevenção, contribuindo para manter e gerar saúde para o trabalhador.

  • Dirigido a

    Profissionais enfermeiros com título de graduação e alunos que estejam por concluir a graduação em enfermagem.

  • Área de atuação

    O profissional poderá trabalhar em áreas de atenção à saúde do trabalhador, em insituições privadas ou com equipes de saúde da família.

Gostaria de saber mais sobre esse curso?

Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho - Rio de Janeiro Capital - Rio de Janeiro Comentários sobre Pós-Graduação em Enfermagem - Enfermagem do Trabalho - Rio de Janeiro Capital - Rio de Janeiro
Objetivos:
Desenvolver as habilidades críticas sobre as interseções do mundo do Trabalho nas possibilidades de produção, na saúde e na sociedade do homem; Ø Subsidiar a atuação dos profissionais de enfermagem sobre as condições geradoras dos agravos a saúde do trabalhador e no manejo destes agravos; Ø Explorar com os alunos as possibilidades de ação do enfermeiro do trabalho no contexto da saúde e segurança do trabalhador previsto na Legislação brasileira; Ø Desenvolver as habilidades para ações de educação no ambiente do trabalho e para o ensino superior.
Conteúdo:
Específicos:

Ø  Despertar o interesse doa alunos para a Saúde do Trabalhador;
 
Ø  Refletir sobre o trabalho e suas repercussões sobre a saúde do trabalhador. Discutir os conceitos presentes na legislação de segurança e medicina do trabalho no Brasil;
 
Ø  Estimular às práticas de prevenção e controle dos agravos à saúde do trabalhador pelos profissionais de saúde;


Preparar e Enfermeiro para:
 
Ø  Responsabilizar-se tecnicamente, pela orientação quanto ao cumprimento do disposto nas Normas regulamentadoras (NR) da portaria n° 314/78, do Ministério do trabalho, aplicáveis às atividades escutadas as pela empresa e/ou seus estabelecimentos, inclusive colaborando nos projetos e na implantação de novas instalações físicas e tecnológicas da empresa;
 
Ø  Promover a realização de atividades de esclarecimento, aconselhamento, orientação e educação dos trabalhadores sobre os riscos no ambiente, do produto ou do processo produtivo, através de campanhas e /ou programas de duração permanente, para despertar a consciência prevencionista quanto aos acidentes do trabalho e doenças ocupacionais;
 
Ø  Aplicar os conhecimentos de segurança e de saúde ao ambiente, ao produto ou ao processo produtivo a fim de reduzir e / ou eliminar os riscos existentes à saúde do trabalhador, inclusive pelo uso de equipamentos de Proteção Individual (EPI) ou Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC);
 
Ø  Realizar e cooperar nos exames e em medidas que levam a estabelecer o diagnóstico das necessidades que apresenta o funcionário;
 
Ø  Dar encaminhamento adequado aos problemas apresentados pelo funcionário;
 
Ø  Prestar os cuidados de enfermagem aplicando tratamento de acordo com a necessidade que apresenta o funcionário;
 
Ø  Apoiar, treinar e atender a CIPA, conforme dispõe a NR 5;
 
Ø  Registrar, analisar avaliar e comunicar em documento(s) específico(s) todos os acidentes ocorridos na empresa ou estabelecimento, com ou sem vítima, e todos os casos de doença ocupacional, descrevendo a história e as características do acidente e/ou da doença ocupacional, os fatores ambientais, as características do agente as condições do(s) indivíduo(s) portador (es) de doença ocupacional ou acidentado(s), e agentes de insalubridade à empresa e á secretaria de Segurança e Medicina do Trabalho;
 
Ø  Agir de maneira prevencionista, e quando necessário atender emergências, elaborando planos de: controle de efeito de catástrofes, de disponibilidade de meios que visem ao combate de incêndios e ao salvamento e de imediata atenção à vítima deste ou de qualquer outro tipo de acidente.
 
Ø  Apoiar, treinar e atender a CIPA, conforme dispõe a NR 5;
 
Ø  Registrar, analisar avaliar e comunicar em documento(s) específico(s) todos os acidentes ocorridos na empresa ou estabelecimento, com ou sem vítima, e todos os casos de doença ocupacional, descrevendo a história e as características do acidente e/ou da doença ocupacional, os fatores ambientais, as características do agente as condições do(s) indivíduo(s) portador (es) de doença ocupacional ou acidentado(s), e agentes de insalubridade à empresa e á secretaria de Segurança e Medicina do Trabalho;
 
Ø  Agir de maneira prevencionista, e quando necessário atender emergências, elaborando planos de: controle de efeito de catástrofes, de disponibilidade de meios que visem ao combate de incêndios e ao salvamento e de imediata atenção à vítima deste ou de qualquer outro tipo de acidente.
 
Ø  As formas de avaliação de aprendizado estarão ligadas à pedagogia do professor que determina o que é a disciplina, pelos objetivos a serem alcançados quando proposta ao aluno, pelo conteúdo programático estes podendo ou não se dividindo em unidades, pela metodologia empregada para ser passada ao aluno e pela bibliografia que dará suporte ao conteúdo informado.
 
Ø  A freqüência às aulas e demais atividades escolares, permitida apenas ao matriculados, é obrigatória, sendo vedado o abono nos casos previsto em Lei e os regulamentados pelo CEPE.
 
Ø  Conteúdo programático estes podendo ou não se dividindo em unidades, pela metodologia empregada para ser passada ao aluno e pela bibliografia que dará suporte ao conteúdo informado.

  A freqüência às aulas e demais atividades escolares, permitida apenas ao matriculados, é obrigatória, sendo vedado o abono nos casos previsto em Lei e os regulamentados pelo CEPE.

Últimas visitas ao cursoSolicitar informação à Instituição

Outro curso relacionado com Pós-graduação de Enfermagem: