Home>Cursos>Ensino da Linguagem>Online>Curso de Aramaico Bíblico - Online
 

Curso de Aramaico Bíblico - Online

()
Método: Online
Tipo: Cursos
Loading...

Solicite informação sem compromisso
Israel Institute of Biblical Studies

Curso de Aramaico Bíblico - Online

Nome
Sobrenome
E-mail
Telefone de Contato
DDD Ex: 14
 
 
 
 
Teléfono Fijo Ej: 24344444
 
 
 
 
Estado
Cidade
CPF
Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a política de privacidade
* Campos obrigatórios

Em breve um responsável da Israel Institute of Biblical Studies, entrará em contato contigo para mais informações.
Por favor, preencha todos os campos corretamente
Israel Institute of Biblical Studies
Imagens - Israel Institute of Biblical Studies:
Israel Institute of Biblical Studies Israel Brasil
Israel Institute of Biblical Studies Israel Brasil
AnteriorAnterior
PróximaPróxima
Israel Institute of Biblical Studies Israel Brasil
Foto Israel Institute of Biblical Studies Israel Brasil
Centro Israel Institute of Biblical Studies Israel Brasil
Foto Centro Israel Institute of Biblical Studies Israel

Análise da Educaedu

Barbara Borges
Curso de Aramaico Bíblico
  • Modalidade

    As aulas do Curso de Aramaico Bíblico são online.

  • Duração

    O curso possui 9 meses de duração, com duas horas semanais.

  • Certificado Oficial

    Ao concluir o curso, o aluno recebe um certificado oficial, além de 3 créditos na Universidade Hebraica de Jerusalém.

  • Considerações

    Enriqueça o seu conhecimento no Livro Sagrado através do estudo do Aramaico Bíblico. Os alunos irão adquirir um vocabulário básico, através do estudo das antigas escrituras dos livros de Daniel e Ezra. O curso aborda não só os estudos de vocabulário, como também oferece uma subversão no contexto histórico desses textos.

  • Dirigido a

    A pessoas acima de 18 anos que desejem aprender Aramaico através do estudo de textos Bíblicos.

Curso de Aramaico Bíblico - Online Comentários sobre Curso de Aramaico Bíblico - Online
Conteúdo:
Aramaico Bíblico.

Você sabe quantas escrituras bíblicas foram escritas originalmente em Aramaico? Aprendendo Aramaico Bíblico você pode enriquecer o seu conhecimento de profecias bíblicas e escrituras sagradas. 

Descrição do curso.

Durante este curso, os alunos aprenderão Aramaico Bíblico enquanto estudam escrituras antigas dos livros de Daniel e Ezra, adquirindo um vocabulário básico e um conhecimento do idioma antigo. 

Resumo do programa.

1. Introdução ao Aramaico

Bem-vindo ao mundo do Aramaico! Nessa unidade de introdução examinaremos o contexto histórico do idioma Aramaico. Onde fica Aram, quem eram os arameus e como o seu idioma foi usado durante os últimos 3.000 anos de história? Qual é a relação do Aramaico com o Hebraico? De acordo com o texto bíblico, como os arameus se relacionam com a nação israelita? 

2. Substantivos e adjetivos

Depois de observar exatamente onde o Aramaico aparece no texto bíblico, começaremos a aprender o idioma Aramaico. Começaremos pelas formas básicas de substantivos e adjetivos, e como eles são usados em conjunto no Aramaico. Exemplos dos livros de Ezra e Daniel nos oferecerão uma oportunidade de colocar o conhecimento em prática. 

3. O artigo definido

Como o Aramaico diferencia entre “um homem” e “o homem”? Nessa unidade iremos examinar a palavra em Aramaico para "o" e ver como a forma dessa palavra interage com os sufixos de número e gênero que aprendemos na unidade 2. Ao observar os textos bíblicos de exemplo, também descobriremos como a arqueologia pode esclarecer eventos bíblicos. 

4. Palavras compostas

Como o Aramaico descreve substantivos com outros substantivos ao invés de adjetivos, como fazemos em português utilizando a palavra "de"? Nessa unidade examinaremos uma construção especial conhecida como "palavras compostas" e ver o efeito desta construção na forma de um substantivo. 

5. Daniel e a cova do leão

Uma das histórias mais famosas em Aramaico nos textos bíblicos é a história de Daniel na cova do leão. Leremos as partes mais importantes desse texto em Aramaico e Português para debater algumas das características literárias e linguísticas dessa narrativa. Também utilizaremos esse texto para revisar a inclinação do substantivo no absoluto, no definido e em palavras compostas. 

6. Pronomes pessoais independentes

Como são os pronomes pessoais independentes "Eu, você, ele, ela..." em Aramaico Bíblico e como podemos utilizá-los para construir orações? Como eles são similares e diferentes do que vemos em Hebraico? Também aprenderemos nessa unidade sobre o fenômeno do kethiv/qere e veremos como isso afeta as formas dos pronomes aramaicos que aparecem no texto bíblico. 

7. Sufixos pronominais

Como o Aramaico expressa a ideia de posse (meu, seu, dele, etc.)? Nessa unidade aprenderemos como ver pronomes quando estão como sufixos de outras palavras e não em sua forma independente original. Leremos o segundo capítulo de Daniel para encontrar alguns exemplos de sufixos pronominais em contexto. 

8. A fornalha de fogo

Nessa unidade leremos a história dos amigos de Daniel que foram jogados em uma fornalha de fogo e saíram sem sofrer danos (Daniel 3). Utilizaremos o texto para revisar as diferentes formas de pronome que estudamos durante as últimas aulas. Também debateremos sobre o contexto histórico e linguístico dessa narrativa 

9.  O afixo דִּי e orações nominais

Nessa unidade iremos explorar mais algumas maneiras de combinar substantivos e adjetivos antes de estudar os verbos. Iremos discutir o afixo דִּי “ de” e ver algumas maneiras diferentes em que ele pode ser usado para expressar a mesma relação que uma palavra composta. Também aprenderemos como o Aramaico pode criar uma oração sem utilizar nenhum verbo. 

10. Verbos Qətal

Iniciamos nossa apresentação do sistema verbal Aramaico estudando a conjugação sufixo, conhecida como forma Q ə tal. Por que chamamos isso de "conjugação sufixo"? Quais tempos verbais podem traduzir esse verbo aramaico? Leremos o livro de Daniel para encontrar exemplos da forma e usos de Q ə tal. 

11. Verbos Yiqtul

Agora que aprendemos sobre a conjugação sufixo, iremos estudar a "conjugação prefixo". Como esses verbos Yiqtul são diferentes dos verbos Q ə tal em forma e significado? Com quais tempos verbais do português podem ser traduzidos? Como de costume, leremos textos bíblicos em Aramaico em busca de exemplos. 

12. Cartas sobre Jerusalém

Para nossa terceira unidade centrada em um texto, examinaremos as cartas que são trocadas entre o rei da Pérsia e vários administradores ao oeste do rio Eufrates no livro de Ezra. Além do nosso debate sobre o contexto histórico destas cartas, também revisaremos as formas verbais e algumas notas sobre vocabulário em aramaico. 

13. Particípios

Nessa unidade, damos atenção a uma nova forma de verbo: o particípio. Qual é a diferença dessa forma com as formas Q ə tal e Yiqtul, na morfologia e nas diferentes funções que desempenha no Aramaico Bíblico? Leremos alguns exemplos em Daniel de como o particípio pode ser usado como substantivo, como adjetivo e, de algumas maneiras distintas, como um verbo. 

14. Imperativos e infinitivos

Nosso estudo das formas básicas do verbo termina ao examinarmos as formas e usos dos verbos imperativos e infinitivos. Como a morfologia do imperativo se relaciona com a forma Yiqtul? Quais são as duas funções diferentes que o infinitivo tem no Aramaico Bíblico? Estas são algumas das perguntas que responderemos utilizando exemplos de Ezra e Daniel. 

15. Revisão de verbos

Nessa unidade iremos revisar nossas últimas aulas sobre o sistema verbal e resumir as diferentes formas. Revisaremos as características básicas de verbos Q ǝ tal, Yiqtul, particípio, imperativo e infinitivo. Então treinaremos com um versículo em Aramaico do livro de Jeremias. 

16. Binyanim

Agora que estudamos as formas básicas de substantivos e verbos, iremos expandir e observar o sistema verbal do aramaico como um todo. Examinaremos cada um dos Binyanim do Aramaico (conjugações do verbo) e como funcionam no idioma. Como são em comparação com os binyanim do Hebraico? 

17. O verbo Hitpeel

Nessa unidade continuaremos nosso debate sobre os binyanim com foco no Hitpeel binyan. Como esse binyam se relaciona com Peal, e como a sua morfologia é única? Examinaremos este binyan e suas várias conjugações, sempre buscando exemplos no texto bíblico. 

18. A escritura na parede

A história da escritura na parede é uma das mais conhecidas do livro de Daniel. Leremos e debateremos a primeira metade dessa história e leremos o resto depois. Como o contexto histórico dessa narrativa pode esclarecer alguns dos personagens e eventos? O que podemos observar sobre o sistema verbal do aramaico lendo esses versículos? 

19. Os Binyanim duplos

Nessa unidade iremos analisar os binyanim duplos, Pael e Hitpaal. Por que são conhecidos como binyanim "duplos"? Como diferem em forma e voz, um do outro e de outros binyanim? Leremos alguns versículos do livro de Daniel em busca de exemplos para cada um desses verbos. 

20. Hafel e Hofal

Continuaremos nossa discussão sobre os binyanim com a raiz causal: os verbos Hafel e Hofal. Qual é a principal característica dessas formas de verbo e como se diferenciam? Como seu significado e uso são diferentes de outros binyamin? Como de costume, leremos textos de Ezra e Daniel para falar sobre exemplos específicos desses verbos. 

21. A escritura interpretada

Nessa unidade continuaremos o debate da história de Daniel 5 sobre a escritura na parede. Além de aprender o contexto histórico e cultural dessa narrativa, também utilizaremos esses versículos para revisar os binyanim do verbo Aramaico. O que é o binyan Peil e qual é a sua diferença em forma e significado com Peal? 

22. Pronomes demonstrativos

Idiomas como o português e o hebraico têm dois conjuntos de pronomes demonstrativos: esta/estas e essa/essas. Qual é a diferença do Aramaico? Como são os pronomes demonstrativos em Aramaico e como são usados? Vários exemplos dos livros de Ezra e Daniel nos ajudarão a entender este novo conjunto de pronomes em aramaico. 

23. Marcando o objeto direto

O assunto de discussão dessa unidade é o objeto direto, por ex., a pessoa ou coisa para a qual a ação do verbo é feita. Quais são as maneiras do Aramaico de marcar uma palavra como objeto direto de uma oração? O objeto direto é marcado sempre? Utilizaremos nosso conhecimento e vocabulário para treinar a tradução de alguns versículos de Ezra e Daniel. 

24. tilizando o léxico

Agora que sabemos os princípios básicos da gramática do Aramaico, resta saber o que fazer quando encontramos vocabulário desconhecido? Nessa unidade responderemos a pergunta explorando dicionários do Aramaico Bíblico. Aprenderemos como cada dicionário é organizado e como extrair a forma básica de qualquer palavra nova para descobrir seu significado. 

25. Ezra 6: Reconstruindo

Nessa unidade voltamos ao livro de Ezra, lendo as cartas do rei Dário e testemunhando sua influência na reconstrução do templo em Jerusalém. Debateremos sobre o idioma e o contexto histórico desse capítulo, com foco especial na revisão de assuntos das últimas aulas. 

26. Mudanças de consoante: Dentais

Agora que aprendemos como navegar por dicionários de Aramaico, vamos aprender o motivo de algumas diferenças entre palavras em Hebraico e Aramaico de mesma origem. Como as 29 consoantes semitas originais se transformaram nas 23 que vemos no Aramaico do texto bíblico? Como isso pode nos mostrar a nossa compreensão do vocabulário Aramaico? 

27. Mudanças de consoante: Enfáticas

Nessa unidade continuamos nosso debate sobre as mudanças de consoante nos idiomas semíticos e como esse fenômeno afeta o vocabulário Aramaico e a sua relação com o Hebraico. O que são consoantes "enfáticas"? Quantas existiam em protossemítico e como entraram no Aramaico Bíblico? Estas são as perguntas que responderemos utilizando vocabulário bíblico como exemplo. 

28. Raízes fracas

Agora que exploramos as raízes fortes em vários padrões de substantivos e verbos do Aramaico, analisaremos as raízes fracas. Nessas raízes, uma das letras da raiz pode desaparecer ou ser alterada em diferentes conjugações e formas. Quais consoantes se comportam assim e como chamamos esses grupos de raízes? Nos concentraremos em três grupos de raízes fracas nessa unidade e falaremos sobre os outros na unidade 29. 

29. As visões de Daniel

Continuando nosso debate sobre as raízes fracas, buscamos exemplos nas visões apocalípticas em Daniel 7:1-7. Além de examinar vários novos tipos de raízes fracas, falaremos sobre o contexto histórico dessa visão. O que as quatro bestas representam? Qual é a posição desse capítulo no contexto mais amplo do livro de Daniel? 

30. Onde estivemos

Nessa unidade final do curso, analisaremos as unidades anteriores para ver quão longe chegamos. Começando por uma revisão do contexto histórico do idioma, seguiremos com a revisão de substantivos, verbos, pronomes e estrutura das palavras em Aramaico. Sintetizaremos as ferramentas gramaticais básicas, fundamentais para a leitura independente de Daniel e Ezra. 
  
Este curso é inteiramente reconhecido pela Universidade Hebraica.

  • Obtenha crédito acadêmico completo para este curso da Universidade Hebraica de Jerusalém 
  • Válido em qualquer instituição acadêmica que reconheça crédito da Universidade Hebraica de Jerusalém 
  • Receba um certificado oficial do Instituto de Estudos Bíblicos de Israel ao completar este curso 
Outro curso relacionado com Cursos de Ensino da Linguagem: