Home > Pós-graduação > Mineração > Ouro Preto > Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas (convênio com a UFOP) - Ouro Preto - Minas Gerais

Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas (convênio com a UFOP)

Solicite informação sem compromisso ABM - Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração

Para enviar a solicitaçao você deve aceitar a Política de Privacidade

Análise do Educedu

Jiana Moro

Jiana Moro

Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas (convênio com a UFOP)

  • Modalidade
    A Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas é presencial.
  • Duração
    A carga horária da pós-graduação está dividida em 3 semestres letivos, com um total de 480 horas/aula.
  • Considerações
    A Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas é oferecida em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto e foi desenvolvida para contribuir com a formação de muitos profissionais que já trabalham ou desejam trabalhar nas indústrias minerais. Conforme a proposta curricular do curso, os profissionais serão formados para o desenvolvimento de novos procedimentos e técnicas nas áreas de lavra de bens minerais.
  • Dirigido a
    Engenheiros e profissionais de outras áreas, que trabalham ou desejam trabalhar, na indústria mineral.
  • Área de atuação
    O profissional poderá trabalhar em empreendimentos em mineração, nas lavras, no tratamento do minério e nos centros de pesquisa.

Comentários sobre Pós-graduação em Tecnologias de Lavra de Minas (convênio com a UFOP) - Presencial - Ouro Preto - Minas Gerais

  • Conteúdo
    PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS DE LAVRA DE MINAS

    Parceria Acadêmica:

    A ABM firmou parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto, que desde 1969, objetiva prover educação superior à sociedade, através do Departamento de Engenharia de Minas o DEMIN que forma profissionais para o exercício de atividades tanto em instituições de ensino e/ou pesquisa quanto diretamente junto ao sistema produtivo.

    Objetivo:

     A proposta do curso é capacitar profissionais técnicos para o desenvolvimento de novos procedimentos e técnicas nas áreas de lavra de bens minerais, por meio de uma formação dirigida, multidisciplinar e multiinstitucional. Também reciclar profissionais que atuam no setor mineral.

     Público Alvo:
    • Profissionais com formação superior (engenheiros, químicos, geólogos ou formação similar);
    • Engenheiro de minas que buscam aperfeiçoamento, atualização em lavra de minas;
    • Profissionais que já trabalham ou que gostariam de trabalhar na indústria mineral sem ter a formação especializada.
    Estrutura Curricular:
    O curso tem duração de 18 meses e sua  metodologia de ensino envolve atividades como: aulas teóricas, aulas práticas laboratoriais, seminários técnicos, visitas técnicas, assistências extraclasse, estudos de casos e desenvolvimento de projetos entre outros. 

    Carga Horária: 480 horas-aula distribuídas em 3 semestres letivos. 

    Matrículas abertas!

    Início previsto para nova turma: setembro de 2013*
    * A data de início do curso estará sujeita à quantidade mínima de matrículas.

    Duração:
    18 meses com aulas quinzenais aos finais de semana (conforme cronograma)
    Sextas-feiras (18h as 22h10)
    Sábados (8h as 17h) 

    Local de Realização: Ouro Preto 
    Departamento de Engenharia de Minas
    Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto

    Infraestrutura:

    O Departamento de Engenharia de Minas da UFOP conta com salas equipadas com equipamento multimídia (retro projetor, data show e laptop), biblioteca com acesso livre ao portal de periódicos da CAPES e aos centros de informações do setor minerometalúrgico, Laboratório de Planejamento de Lavra, Laboratório de Desmonte de Rochas, Laboratório de Geotecnia, Laboratório de Computação Cientifica conectado à internet.

    Certificado:

    Será emitido certificado de Pós-graduação Lato Sensu pela Universidade Federal de Ouro Preto.  

    A assiduidade fará parte da avaliação do aluno, que deverá ter freqüência mínima de 80% da carga horária ministrada com nota mínima de 60% para ser aprovado. 

    As avaliações do aproveitamento dos participantes são obtidas por meio de provas, seminários e/ou trabalhos específicos de cada assunto ministrado e apresentação de monografia.

    O Processo Seletivo:
    O processo seletivo é baseado na análise do currículo do candidato. Essa avaliação leva em consideração a experiência profissional do candidato e o atendimento aos pré-requisitos de formação para o curso (ser portador de diploma de nível superior ou tecnólogo).

    Inscrição:
    Para participar do processo seletivo, envie o formulário de inscrição preenchido e seu curriculo.

    Programa:

    PESQUISA MINERAL - PGL001
    Peculiaridades da indústria mineral: rigidez locacional, investimentos elevados, transitoriedade do empreendimento, escala de produção. Cenário mundial das principais commodities minerais. Matérias-primas usadas na indústria: minerais ferrosos, minerais não ferrosos, minerais e rochas industriais, e minerais combustíveis e energéticos. Principais jazidas e minas no Brasil e estruturas da produção e do consumo. Usos e aplicações. Aspectos econômicos: comércio exterior e perpectivas de mercado.

    PLANEJAMENTO DE MINA - PGL002
    Noçoes básicas de geotecnia. Constituição básica de um talude de mineração, prâmetros que influenciam a estabilidade de taludes e macanismos de ruptura. Ângulos de taludes, pilhas de estéril e disposição de rejeitos. Noções básicas de hidrogeologia, água na mina a céu aberto; água nas pilhas de resíduos e/ou depósitos de estéreis. água na mina subterrânea, água acida na mina.

    Noções básicas de planejamento e projeto de lavra. Teores de corte. Modelo econômico de blocos e otimização de cava; plano de produção. Tipos de lavra a céu aberto: bancadas,tiras em flanco e em cava. Principais equipamentos utilizados. Impactos ambientais e de segurança.

    GEOESTATÍSTICA – PGL 003
    Revisão de Conceitos Probabilísticos e estatísticos. Parametrização de reservas, Efeito de Suporte e Efeito de Informação. Introdução à Teoria das Variáveis regionalizadas. Variografia (Cálculo de Variograma Experimental, Anisotropias e Ajuste Variográfico). Prática de Variografia. Variância do Erro de Estimação. Variância de Dispersão; Teoria da Krigagem.  Krigagem Ordinária, Simples e da Média. Validação Cruzada. Prática de krigagem. Noções de Cokrigagem e de Simulação Geoestatística.

    INTRODUÇÃO À MECÂNICA DAS ROCHAS - PGL 004
    Caracterização geotécnica da rocha intacta ; Fluxo em meio poroso e fraturado; tensões em maciços rochosos; Deformabilidade das rochas e maciços rochosos; resistência das rochas e maçicos rochosos.

    DESMONTE DE ROCHA - PGL005
    Parte teórica:
    Escavação de rochas por meio mecânico (tratores, carregadeiras e/ou escavadeira) e com a utilização de explosivos. Planos de fogos (céu aberto e subterrâneo). Estabilidade da rocha remanescente com técnicas de desmonte controlado (pré-corte e recorte). Controle dos problemas ambientais (vibração ruído e ultralançamento). Segurança e manuseio dos explosivos e acessórios de iniciação.
    Parte prática:
    Aplicações de softs e manuseio de equipamentos (sismógrafo, VOD).

    PESQUISA OPERACIONAL APLICADA À MINERAÇÃO - PGL006
    Modelagem para pesquisa Operacional (P.O) : Modelos de otimização e de simulação. Modelos de otimização de lavra. Modelos de alocação ótima de equipamentos de carga e transporte. Modelos para simulação de planos de lavra. Uso de técnicas de P.O. no desenvolvimento de sistemas de suporte à decisão para otimização das operações de lavra. Implementação computacional de modelos de otimização e simulação: uso de solvers e simuladores (Arena II,Lingo, C-PLEX e Excel).

    MECÂNICA DAS ROCHAS APLICADA À MINERAÇÃO - PGL007
    Levantamento e tratamento de dados geoténcnicos em mineração. Modelos para dimensionamento de taludes em rocha. Análises de estabilidade: taludes em rocha, pilhas de estéril. Modelos para dimensionamento de escavações de lavra subterrâneas:  galerias, acessos e realces.
    Monitoramento e controle das escavações em mineração.

    PRÁTICA EM GEOESTATÍTICA - PGL008
    Exercícios de análise de sensibilidade dos parâmetros do variograma sobre o valor krigado em um bloco.Utilização de métodos para validação de um modelo de blocos. variografia e krigagem em 3d e 2d. Exercícios em: depósitos de Fe; variáveis  Fe, P, Si ; depósitos de AU; depósitos de CU; depósitos em caulim; depósitos de caulim; depósitos de bauxita; depósitos de carvão; criação de modelos 3D usando software de geoestatística (escolher entre: Gems, Datamine,Gslib ou Isatis, S-gems) em do caso acima citados. Aplicações de mudança de suporte com método de correção afim, logartimica indireta e Gaussiana discreta.

    LAVRA DE MINA A CÈU ABERTO - PGL009
    Noções básicas dos métodos principais de lavra a céu aberto: características, aplicações, operações unitárias, equipamentos, vantagens e desvantagens. Impactos para o meio ambiente. Métodos mecânicos: lavra por bancos, por tirar e de rochas ornamentais. Métodos hidráulicos: lavra por desmonte hidráulico, por dragagem, por furos de sonda e por lixiviação.

    LAVRA DE MINA SUBTERRÂNEA - PGL010
    Discutir os métodos de lavra subterrânea e suas aplicações. Técnicas mineirais para abertura de galerias, túneis, poços e demais acessos subterrâneos. Dimensionamento de suporte em aberturas subterrâneas. Projetos. Higiene e segurança em lavra subterrânea. Iluminação e sinalização.

    MANEJO DE ESTÉREIS DE MINERAÇÃO - PGL011
    Introdução. Geração de resíduos na mineração. Plano diretor de rejeitos e estéreis. Projeto de pilhas. Norma NBR 13029. Planejamento. Estudos de local. Caracterização dos materiais. Classificação de pilhas. Construção de pilhas. Planejamento e operação de disposição. Monitoramento. Inspeção. Revisão de fundamentos de geotecnia (distribuído ao longo curso e como apoio). Aulas teóricas com exemplos práticos de projeto e de obra. Prova e trabalho. 

    TÉCNICAS DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS PELA MINERAÇÃO – PGL 012
    Conceitos Básicos. Fatores de Degradação Ambiental. Estratégias de Reabilitação de Terrenos Degradados. Métodos de Recuperação de Áreas Degradadas. Eficiências dos Métodos de Recuperação. Reabilitação Condicional e Auto-sustentada. Elaboração, Gerenciamento e Implantação

    FECHAMENTO DE MINA – PGL 013
    Conceitos, definições e objetivos de um fechamento de mina. Aspectos técnicos e legais. Planejamento para o Fechamento de Mina – componentes de um plano de fechamento. Critérios de fechamento. Estimação do custo de fechamento. Gerenciamento de um plano de fechamento durante as fases de desenvolvimento, produção e fechamento de uma mina. Operacionalização de um plano de fechamento. Estudos de casos.

    HIGIENE E SEGURANÇA NA MINERAÇÃO – PGL 014

    Parte A – Higiene ocupacional
    Engenharia de segurança e higiene ocupacional – definições e áreas de atuação.
    As normas regulamentadoras NR do Ministério do Trabalho. NR-1 a NR-33.
    As normas reguladoras da mineração NRM do DNPM.
    Introdução aos agentes químicos – tipos, efeitos, limites de tolerância e controles.
    Gases e poeiras. Doenças pulmonares.
    Introdução aos agentes físicos – tipos, efeitos, limites e controles.
    Ruído, calor, frio, vibrações do corpo humano, iluminação, radiações não ionizantes, radiações ionizantes.
    Introdução aos agentes ergonômicos e biológicos – conceitos básicos, equação ergonômica, exemplos.
    Amostragem e limites de tolerância. Distribuição normal e log normal.

    Parte B – Segurança
    Nomenclatura básica: condição perigosa, perigo, incidente, acidente, dano, risco.
    Infortunística. Introdução à Engenharia de segurança de sistemas.
    Pirâmides de Heinrich, Bird e Dupont.
    Parâmetros quantitativos reativos e pró-ativos.
    Risco: percepção do risco, estimativas de risco. Fatores envolvidos: probabilidade, conseqüência, tempo e indignação. Modelos racionais de decisão.
    Erro humano: deslizes, lapsos, equívocos e violações.
    Ferramentas de análise de risco: APR, JSA (JHA), FEMECA, HAZOP, BOW TIE, árvore de falhas, árvore de causas, árvores lógicas. Tabelas de priorização.
    Introdução ao processo de maturidade de uma empresa quanto à segurança. Fatores pessoas e fatores sistemas. Etapas de uma avaliação de risco de segurança.
    Modelos de jornadas de evolução de segurança: curva Dupont-Bradley, modelo “Hearts and Minds” com 4 etapas (Shell), modelo Anglo American: 5 etapas, 6 elementos de pessoas, 17 elementos de sistemas.

    TRATAMENTO DE MINÉRIOS – PGL 015
    Conceitos básicos. Propriedades diferenciadoras e limites granulométricos. Métodos de concentração e objetivos. Principais etapas de preparação, concentração, separação sólido liquido, operações auxiliares. Exemplos de fluxogramas. Recuperação metalúrgica e recuperação de massas. Métodos de medir eficiência do processo. Teoria de amostragem. Balanço de materiais.  Circuitos de fragmentação. Peneiramento e classificação, separação gravítica e magnética, flotação e operações auxiliares.

    METALURGIA EXTRATIVA – PGL 016
    Metalurgia, conceituação, caracterização dos processos piro, hidro e eletrometalúrgicos. Operações unitárias em cada processo. Características de matérias-primas e insumos. Aplicações à extração do ferro e de não ferrosos.

    SEMINÁRIO DE PESQUISA: APRESENTACAO DAS MONOGRAFIAS E MOMENTO DE REFLEXÃO “DE VOLTA PARA CASA” – PGL 017
    Neste módulo, ao final do programa, os alunos apresentarão um resumo de suas monografias. Um palestrante convidado falará sobre o futuro da mineração no Brasil e no Mundo. Avaliação geral do programa.

    METODOLOGIA CIENTÍFICA – PGL 018
    Metodologia de Pesquisa: uma visão geral. Tipos de Pesquisa. Métodos e  Técnicas de Pesquisa: definição e classificação. Redação acadêmica e normas da ABNT.  Elaboração de um pré-projeto de pesquisa para desenvolvimento posterior da monografia ou trabalho de conclusão de curso.

    Docentes 

    Coordenação
    O corpo docente do curso de Pós-graduação em Lavra de Minas é composto por professores da UFOP e de outras instituições como USP, UFMG, UFRGS, UFPE a maioria com formação em nível de doutorado no de lavras.

    Coordenador: Dr. José Margarida da Silva

    O corpo docente do curso de Especialização em Lavra de Minas é composto por professores da UFOP e de outras instituições, a maioria com formação em nível de doutorado e experiência no setor mineral. A relação dos professores é a seguinte:

    Adilson Cury, M.Sc., Dr. - UFOP
    Carlos Alberto Pereira, M. Sc., Dr. - UFOP
    Christianne de Lyra Nogueira, M.Sc., Dra. – UFOP
    Eloísio Queiroz Pena, M.Sc. – Consultor
    Fabiano Gomes da Silva, M.Sc. – Consultor
    Hernani Mota de Lima, M.Sc., Dr. - UFOP
    Ivo Eyer Cabral, M.Sc., Dr. - UFOP
    João Felipe Coimbra Leite Costa, M.Sc., Dr. - UFRGS
    José Aurélio Medeiros da Luz, M. Sc., Dr. - UFOP
    José Fernando Miranda, M.Sc. - UFOP
    José Margarida da Silva, M.Sc., Dr. - UFOP
    Luiz Ricardo Pinto, M.Sc., Dr. – UFMG
    Messias Gilmar de Menezes, M.Sc., Dr. - UFOP
    Milene Sabino Lana, M.Sc., Dra. - UFOP
    Sérgio Médici de Eston, M.Sc., Dr. - USP
    Valdir Costa e Silva, M.Sc., Dr. - UFOP
    Waldyr Lopes de Oliveira Filho, M.Sc., Dr. - UFOP
    Wilson Trigueiro de Souza, M.Sc., Dr. - UFOP

    TABELA DE INVESTIMENTOS EDIÇÃO 2013 
    -  Associado ABM e funcionário de empresa associada - Valor: 20 x R$ 1.060,00
    - Associado ABM e/ou ex-aluno da UFOP - Valor:  20 x R$ 1.119,00
    - Não associado, mas funcionário de empresa associada - Valor: 20 x R$ 1.119,00
    - Não associado - Valor: 20 x R$ 1.177,00

    Usufrua de descontos em cursos, eventos, aquisição de livros e outros.

    Associe-se e aproveite já das vantagens! 

    Consulte-nos sobre descontos para grupos (de aproximadamente 05 pessoas) e pagamentos antecipados.  (desde que a empresa seja a pagante)   

Outro curso relacionado com Mineração

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços.
Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso.
Ver mais  |