Informação

Pontuação global

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Professores
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Atendimento ao aluno
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Programa de ensino
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Material
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Instalações
91 Opiniões
Em meados da década de 60, em Barra do Piraí, um homem com espírito empreendedor resolveu enfrentar um desafio: implantar no Sul Fluminense uma instituição de ensino superior, uma das pioneiras na região. Surgia assim a Fundação Educacional Rosemar Pimentel, a FERP, criada pelo então deputado estadual Geraldo Di Biase em 9 de novembro de 1967 para ser a mantenedora das faculdades que seriam instaladas a seguir.

 O nome

O nome da Fundação foi escolhido como homenagem a um dos mais respeitados e dedicados educadores do interior do Estado, Rosemar Muniz Pimentel, um dos pioneiros da instalação do ensino secundário em Barra do Piraí.

 A construção do Campus

Criada a mantenedora, começava agora uma nova fase: a construção de um campus próprio para abrigar as faculdades e a efetiva implantação dos cursos.
O local escolhido para a instalação da primeira unidade da FERP foi o km 11 da Rodovia Benjamin Ielpo, a estrada que liga Barra do Piraí a Valença, na antiga Fazenda São José da Boa Vista, onde antes funcionava um seminário para padres.
Os primeiros prédios abrigaram os cursos das faculdades de Filosofia, Ciências e Letras e Arquitetura e Urbanismo de Barra do Piraí, ambas autorizadas a funcionar pelo Conselho Estadual de Educação do Estado do Rio em 1968. E no final daquele ano, a FERP inicia sua expansão com a instalação da Faculdade de Engenharia Civil, autorizada pelo mesmo Conselho.

 Levando o ensino a outros municípios

Nessa época, apesar do pouco tempo de atuação, os cursos oferecidos já atraíam estudantes do Rio de Janeiro e até de outros estados, uma vitória que motivou um novo desafio: levar a ação educadora da FERP a outros municípios.
Prosseguindo sua expansão e divulgando o lema "Educar para criar oportunidades", a FERP chega na década de 70 a Volta Redonda, com a implantação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, e a Nova Iguaçu, com a Faculdade de Engenharia Civil.

 Reconhecimento

Entre os cursos mais procurados na época, o de Arquitetura e Urbanismo, que a FERP foi a primeira instituição particular a oferecer no Estado. Prova desse sucesso foi a visita, em 1973, do mais importante arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer, que visitou o campus de Barra do Piraí para uma brilhante palestra e deixou registrados seus elogios às instalações, ao currículo do curso, ao corpo docente e principalmente ao elevado nível dos estudantes da Faculdade.
Era o resultado de uma preocupação que a FERP já tinha naquela época: oferecer a seus alunos educação com qualidade, instalações adequadas, biblioteca com amplo acervo para consulta e laboratórios com equipamentos de última geração para a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.

 Integração

A integração entre os alunos e a FERP era completa, até porque a vida acadêmica não se resumia apenas aos estudos. As atividades culturais e esportivas promovidas mobilizavam tanto os estudantes como toda a sociedade da região, e são importantes capítulos nessa história de sucesso.
Ficaram na lembrança os festivais de música e os campeonatos esportivos, onde a FERP despontou como uma potência em vários torneios municipais e estaduais em diversas modalidades.
Todas essas ações - sempre com a educação como princípio básico - consolidaram o nome da FERP, uma instituição que se lança a novas conquistas em busca do aperfeiçoamento contínuo.

 Crescimento

No dia 15 de setembro de 2003, o Ministro da Educação, Cristovam Buarque, aprovou as mudanças no regimento das Faculdades Integradas da FERP, que passou a denominar-se Faculdades Integradas Geraldo Di Biase, homenageando o pionerismo do Sr. Geraldo Di Biase. Em Junho de 2005, a FGB foi credenciada pelo MEC a se transformar em Centro Universitário.


 Hoje

Nos dias atuais, somos o UGB - Centro Universitário Geraldo Di Biase, mantido pela Ferp, que orgulha-se em ser uma das instituições mais modernas do Sul Fluminense, oferecendo 16 cursos de graduação distribuídos em três campi. Nossa instituição conta com modernos laboratórios, empresa Junior de consultoria, e biblioteca com um acervo de mais de 32.000 obras. Ainda oferece cursos sequenciais, de extensão, pós-graduação e MBA em diversas áreas do conhecimento.

Opiniões

Cleidiane Silva
A Graduação em Enfermagem da UGB é excelente. Os professores são muito bons.

Graduação em Enfermagem

Virgilio Stocco
O curso de graduação em Direito do Centro Universitário Geraldo Di Base é muito bom, indico a todos,

Graduação em Direito

Vagner Dermeval
A graduação em Engenharia Civil do Centro Universitário Geraldo Di Base é excelente.

Graduação em Engenharia Civil

Laura Jane Lopes Barbosa
A graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Geraldo Di Base é um excelente curso para quem gosta da área.

Graduação em Arquitetura e Urbanismo

Bárbara Alves
O curso de Pedagogia acrescentou muito em minha formação.

Graduação em Pedagogia

Cursos da instituição

Página 1 de 3

Página 1 de 3

Graduação

Pós-graduação

Ver cursos históricos
Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |   X