Graduação em Engenharia de Produção

Solicite informação sem compromisso UniPinhal - Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal

Para enviar a solicitaçao você deve aceitar a Política de Privacidade

Análise do Educedu

Pablo Nieves

Pablo Nieves

Graduação em Engenharia de Produção

  • Modalidade
    As aulas exigem corpo presencial na instituição.
  • Duração
    São 5 anos de curso.
  • Certificado Oficial
    Diploma emitido pela instituição.
  • Considerações
    Com a internacionalização e globalização da economia, com graus crescentes de competitividade a produtividade e a qualidade, que historicamente foram elementos fundamentais de interesse e estudo da Engenharia de Produção, tornaram-se agora uma necessidade competitiva de interesse global não apenas de organizações, mas também de inúmeras nações. O desenvolvimento dos grandes blocos econômicos mundiais (Comunidade Econômica Européia, Nafta, Mercosul, etc.) e conceitos como Manufatura de Classe Mundial ("World Class Manufacturing"), e Gestão da Qualidade Total (“Total Quality Management”), que se transformaram em jargões comuns ao setor industrial, levam à clara compreensão por parte dos empresários e profissionais do setor de que a sobrevivência e sucesso das empresas brasileiras passa pelo estudo e prática dos grandes temas ligados ao processo produtivo, objeto da Engenharia de Produção. Um outro fator é possibilitado pelos avanços tecnológicos, os quais, paradoxalmente, em vez de acentuarem as tendências para a superespecialização, estão revertendo este quadro no sentido de permitirem níveis adequados de integração de sistemas, exigindo profissionais com ampla habilitação nas técnicas e princípios da Engenharia de Produção. Esse contexto tem alterado significativamente o conteúdo e as habilidades esperadas da mão de obra em termos mundiais e essas mudanças tem se refletido fortemente na realidade e perspectivas profissionais do Engenheiro de Produção. Destaca-se também o convênio “Academic Alliance” celebrado entre a UNIPINHAL e a Microsoft, o qual permite que os alunos deste curso tenham acesso gratuito a um grande número de produtos da Microsoft. De forma semelhante, também merece destaque o convênio celebrado entre a Unipinhal e a IBM, o qual disponibiliza a alunos e professores deste curso vários aplicativos desta empresa (sem custo algum) além possibilidade de uso de computadores (mainframes) da própria IBM.
  • Dirigido a
    Interessados na área de Engenharia de Produção.
  • Área de atuação
    O egresso pode trabalhar em lugares como Samarco, Gerdau e Toyota.
Quer saber mais sobre este curso?
Solicitar informações

Comentários sobre Graduação em Engenharia de Produção - Presencial - Espírito Santo do Pinhal - São Paulo

  • Objectivos
    Sólida formação científica, tecnológica e profissional que capacite o engenheiro de produção a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.
  • Conteúdo
    Período: Noturno
    Nº de Vagas: 80 vagas

    Número máximo de alunos por turma
    - Aulas teóricas: 80 alunos
    - Aulas práticas: 40 alunos

    “Compete à Engenharia de Produção o projeto, a modelagem, a implantação, a operação, a manutenção e a melhoria de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, recursos financeiros e materiais, tecnologia, informação e energia. Compete ainda especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da engenharia.”
    (elaborado a partir de definições do International Institute of Industrial Engineering - IIIE – e Associação Brasileira de Engenharia de Produção - ABEPRO)

    Produzir é mais que simplesmente utilizar conhecimento científico e tecnológico. É necessário integrar fatores de natureza diversas, atentando para critérios de qualidade, produtividade, custos, responsabilidade social, etc. A Engenharia de Produção, ao voltar a sua ênfase para características de produtos (bens e/ou serviços) e de sistemas produtivos, vincula-se fortemente com as idéias de projetar e viabilizar produtos e sistemas produtivos, planejar a produção, produzir e distribuir produtos que a sociedade valoriza. Essas atividades, tratadas em profundidade e de forma integrada pela Engenharia de Produção, são fundamentais para a elevação da qualidade de vida e da competitividade do país.

    A Necessidade da Engenharia de Produção no Brasil

    O cenário vigente de atuação das organizações caracteriza-se pelo processo de internacionalização e globalização da economia, com graus crescentes de competitividade. Assim, a Produtividade e a Qualidade, que historicamente sempre foram elementos fundamentais de interesse e estudo da Engenharia de Produção, tornaram-se agora uma necessidade competitiva de interesse global não apenas de organizações, mas também de inúmeras nações. A formação dos grandes blocos econômicos mundiais (Comunidade Econômica Européia, Nafta, Mercosul, etc.) e conceitos como Manufatura de Classe Mundial ("World Class Manufacturing"), e Gestão da Qualidade Total (“Total Quality Management”), que se transformaram em jargões comuns ao setor industrial, levam à clara compreensão por parte dos empresários e profissionais do setor de que a sobrevivência e sucesso das empresas brasileiras passa pelo estudo e prática dos grandes temas ligados ao processo produtivo, objeto da Engenharia de Produção. Fator adicional é possibilitado pelos avanços tecnológicos, os quais, paradoxalmente, em vez de acentuarem as tendências para a superespecialização, estão revertendo este quadro no sentido de permitirem níveis adequados de integração de sistemas, exigindo profissionais com ampla habilitação nas técnicas e princípios da Engenharia de Produção. Esse contexto tem alterado significativamente o conteúdo e as habilidades esperadas da mão de obra em termos mundiais e essas mudanças tem se refletido fortemente na realidade e perspectivas profissionais do Engenheiro de Produção.

    Competências do Engenheiro de Produção

    Espera-se que o Engenheiro de Produção, ao final do curso, tenha competência para:

        * dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros a fim de produzir, com eficiência e ao menor custo, considerando a possibilidade de melhorias contínuas;
        * utilizar ferramental matemático e estatístico para modelar sistemas de produção e auxiliar na tomada de decisões;
        * projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas, produtos e processos, levando em consideração os limites e as características das comunidades envolvidas;
        * prever e analisar demandas, selecionar conhecimento científico e tecnológico, projetando produtos ou melhorando suas características e funcionalidade;
        * incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema produtivo, tanto nos seus aspectos tecnológicos quanto organizacionais, aprimorando produtos e processos, e produzindo normas e procedimentos de controle e auditoria;
        * prever a evolução dos cenários produtivos, percebendo a interação entre as organizações e os seus impactos sobre a competitividade;
        * acompanhar os avanços tecnológicos, organizando-os e colocando-os a serviço da demanda das empresas e da sociedade;
        * compreender a inter-relação dos sistemas de produção com o meio ambiente, tanto no que se refere a utilização de recursos escassos quanto à disposição final de resíduos e rejeitos, atentando para a exigência de sustentabilidade;
        * utilizar indicadores de desempenho, sistemas de custeio, bem como avaliar a viabilidade econômica e financeira de projetos;
        * gerenciar e otimizar o fluxo de informação nas empresas utilizando tecnologias adequadas.

    Habilidades do profissional egresso

        * ?Iniciativa empreendedora;
        * iniciativa para auto-aprendizado e educação continuada;
        * comunicação oral e escrita;
        * leitura, interpretação e expressão por meios gráficos;
        * visão crítica de ordens de grandeza;
        * domínio de técnicas computacionais;
        * conhecimento, em nível técnico, de língua estrangeira;
        * conhecimento da legislação pertinente;
        * capacidade de trabalhar em equipes multidisciplinares;
        * capacidade de identificar, modelar e resolver problemas.
        * compreensão dos problemas administrativos, sócio-econômicos e do meio ambiente;
        * “Pensar globalmente, agir localmente”;

    (fonte: Associação Brasileira de Engenharia de Produção)
    Infra-Estrutura do Curso

    Para formar o Engenheiro de Produção, a UNIPINHAL conta com uma excelente infra-estrutura física que dispõe, entre vários ambientes, de:

        * Salas de aula amplas e confortáveis;
        * Laboratórios de informática, com equipamentos de última geração, todos interligados em rede e conectados à Internet;
        * Laboratório de Mecatrônica, dotado de máquinas e dispositivos de controle de última geração para o desenvolvimento de atividades de controle e automação de processos;
        * Laboratório de Eletrônica e Sistemas Digitais, dotado de equipamentos de ponta para o desenvolvimento de atividades de “hardware”;
        * Laboratório de Física e Eletricidade, dotado de equipamentos para a investigação de diversos fenômenos de natureza física.
        * Empresa-Júnior, cujo objetivo é servir de “vitrine” para apresentar o potencial de nossos alunos ao mercado e, também, para que os alunos possam vivenciar o cotidiano de uma empresa;
        * Uma ampla, confortável e bem estruturada Biblioteca, onde os alunos podem encontrar as mais diversas referências bibliográficas para o desenvolvimento de seu curso (inclusive com acesso à Internet) além de um ambiente plenamente favorável ao estudo no interior da própria biblioteca.

    Convênios

    Para consolidar a integração do aluno com o ambiente empresarial a UNIPINHAL possui convênios com várias empresas privadas, órgãos públicos e instituições como o CIEE – Centro de Integração Empresa Escola – onde, através do “Estágio Supervisionado”, o aluno do Curso de Engenharia Mecatrônica pode vivenciar o cotidiano de uma empresa e apresentar ao mercado todo o seu potencial como profissional na área de controle e automação.
    Destaca-se também o convênio “Academic Alliance” celebrado entre a UNIPINHAL e a Microsoft, o qual permite que os alunos deste curso tenham acesso gratuito a um grande número de produtos da Microsoft. De forma semelhante, também merece destaque o convênio celebrado entre a UNIPINHAL e a IBM, o qual disponibiliza a alunos e professores deste curso vários aplicativos desta empresa (sem custo algum) além possibilidade de uso de computadores (mainframes) da própria IBM

Outro curso relacionado com Engenharia

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços.
Se continuar navegando, aceita o seu uso.
Ver mais  |