Home > Graduação > Agronomia > São José do Rio Preto > Graduação em Engenharia Agronômica - São José do Rio Preto - São Paulo

Graduação em Engenharia Agronômica

Solicite informação sem compromisso UNORP - Centro Universitário do Norte Paulista

Para enviar a solicitaçao você deve aceitar a Política de Privacidade

Análise do Educedu

Klivia Silva

Klivia Silva

Graduação em Engenharia Agronômica

  • Modalidade
    A graduação é ministrada na modalidade presencial.
  • Duração
    O curso tem a duração de 5 anos.
  • Certificado Oficial
    Um diploma de Bacharel em Engenharia Agronômica será entregue ao aluno ao finalizar o curso.
  • Considerações
    O curso de Graduação em Engenharia Agronômica busca formar profissionais habilitados a aplicar os princípios básicos de engenharia realizando planejamento, projetos e construção de infra-estruturas de drenagem, construções rurais, estradas, equipamentos e máquinas agrícolas.
  • Dirigido a
    A graduação poderá ser realizado por todos os egressos do ensino médio.
Quer saber mais sobre este curso?
Solicitar informações

Comentários sobre Graduação em Engenharia Agronômica - Presencial - São José do Rio Preto - São Paulo

  • Objectivos
    O aluno egresso do curso de Engenharia Agronômica ou Agronomia deve ensejar como perfil:

    - Sólida formação científica e geral que os possibilite a absorver e desenvolver tecnologia;

    - Capacidade crítica e criativa na identificação tomada de decisão e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade;

    - Compreensão e tradução das necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação aos problemas tecnológicos, sócio-econômicos, gerenciais e organizativos, bem como utilização racional os recursos disponíveis, além de conservação o equilíbrio do ambiente; e

    - Capacidade para adaptação flexível, crítica e criativa às novas situações.

    Deve apresentar ainda, como competências e habilidades:

    - Projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar técnica e economicamente projetos agroindustriais e do agronegócio, aplicando padrões, medidas e controle de qualidade;

    - Realizar vistorias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos e pareceres técnicos, com condutas, atitudes e responsabilidade técnica e social, respeitando a fauna e a flora e promovendo a conservação e/ou recuperação da qualidade do solo, do ar e da água, com uso de tecnologias integradas e sustentáveis do ambiente;

    - Atuar na organização e gerenciamento empresarial e comunitário interagindo e influenciando nos processos decisórios de agentes e instituições, na gestão de políticas setoriais;

    - Produzir, conservar e comercializar alimentos, fibras e outros produtos agropecuários.

    - Participar e atuar em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio;

    - Exercer atividades de docência, pesquisa e extensão no ensino técnico profissional, ensino superior, pesquisa, análise, experimentação, ensaios e divulgação técnica e extensão;

    - Enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mundo do trabalho, adaptando-se a situações novas e emergentes.
  • Conteúdo
    Titulação: Engenheiro Agrônomo
     

    Autorização: Homologado pelo Conselho Acadêmico Superior em 20/11/2008
     

    Período: Noturno
     

    Duração: 5 anos

     

    Vagas: 80

    Avaliação

    Critérios de Avaliação do Processo Ensino-Aprendizagem

    O aproveitamento escolar será avaliado pelo acompanhamento contínuo do aluno e mediante os resultados por ele obtidos nos exercícios escolares, trabalhos, relatórios, provas teóricas e práticas e demais atividades programadas em cada disciplina.

    A avaliação de desempenho do aluno no processo de ensino-aprendizagem, nas disciplinas teóricas, fica a cargo do professor, que deve especificar como será realizada essa avaliação na programação (conteúdo programático) de sua disciplina. A coordenação sugere, ao menos, uma avaliação escrita que avalie o conhecimento sobre o tema de sua disciplina de forma não-diretiva no bimestre, mas sempre com uma avaliação complementar, que priorize o desenvolvimento de habilidades (como provas práticas, atividades práticas extra-classe e apresentação de seminários). Itens como interesse e participação em sala de aula e presença também devem ser considerados.

    A avaliação do desempenho escolar é feita por disciplina, incidindo sobre a freqüência e o aproveitamento.

    A freqüência às aulas e demais atividades escolares é obrigatória e permitida somente aos alunos matriculados. Será, independentemente dos demais resultados obtidos, considerado reprovado na disciplina, o aluno que não obtenha freqüência de, no mínimo, 75%(setenta e cinco por cento) das aulas e demais atividades programadas, cabendo ao professor a responsabilidade pelo controle.

    A nota atribuída por avaliação de aproveitamento escolar em cada bimestre será de zero a dez, permitindo-se frações em escala de (0,5) meio ponto.

    É considerado aprovado o aluno que obtiver, na disciplina, o mínimo de 75%(setenta e cinco por cento) de freqüência e média aritmética das notas bimestrais, no mínimo igual a 7,0 (sete) , sendo dispensado do exame final.

    Após o exame final, é considerado aprovado o aluno cuja média final seja igual ou superior a 5,0 (cinco), obtida entre a média de aproveitamento e a nota do exame final.

    O aluno que não atingir a média final 5,0 (cinco) ou tenha deixado de realizar o exame final, pode prestar exame de 2ª época, sendo que nessa situação a média final será obtida entre a média de aproveitamento e a nota do exame de segunda época, devendo atingir o mínimo de 5,0 (cinco) para ser aprovado na disciplina.

    É permitida a revisão de provas e exames ao aluno que, em requerimento, anexando fundamentação do pedido, solicitar no prazo de 48 (quarenta e oito) horas após a publicação do resultado. O processo de revisão de provas atende a normas fixadas pelo Conselho Acadêmico Superior.

    É permitida a 2ª chamada de provas ao aluno que, por motivo de força maior, devidamente comprovado, solicite no prazo de 03 (três) dias úteis, a partir da data de realização da prova ou exame.

    O aluno reprovado no máximo em 02 (duas) disciplinas, pode matricular-se na série seguinte, devendo cursá-las como dependências.

    As aulas, atividades e provas de disciplinas em dependência

    terão um calendário especial.

     

    Sistema de auto avaliação do curso

    Os cursos de graduação desenvolvem um plano de avaliação interna com o objetivo de acompanhar sistematicamente a consolidação de seu projeto pedagógico.

     

    Essa modalidade de avaliação, a qual não exclui a contribuição externa, tem por objetivo proporcionar aos integrantes do curso - dirigentes, corpo docente e discente – informações atualizadas acerca dos recursos acadêmicos, da atuação docente e da infra-estrutura disponível.

     

    A metodologia e os critérios de avaliação sobre o desempenho docente, compreendidas as atividades de ensino, iniciação científica e extensão, foram estabelecidos pelo Núcleo de Avaliação Interna, criado por portaria da Reitoria do Centro Universitário, que tem como objetivo principal a coordenação das Atividades de Avaliação Institucional na UNORP. Esse núcleo é constituído por cinco professores e um funcionário da área administrativa e está hierarquicamente subordinado à Pró-Reitoria Acadêmica da UNORP.
     

    Sistema de auto avaliação do curso

    Os cursos de graduação desenvolvem um plano de avaliação interna com o objetivo de acompanhar sistematicamente a consolidação de seu projeto pedagógico.

     

    Essa modalidade de avaliação, a qual não exclui a contribuição externa, tem por objetivo proporcionar aos integrantes do curso - dirigentes, corpo docente e discente – informações atualizadas acerca dos recursos acadêmicos, da atuação docente e da infra-estrutura disponível.

     

    A metodologia e os critérios de avaliação sobre o desempenho docente, compreendidas as atividades de ensino, iniciação científica e extensão, foram estabelecidos pelo Núcleo de Avaliação Interna, criado por portaria da Reitoria do Centro Universitário, que tem como objetivo principal a coordenação das Atividades de Avaliação Institucional na UNORP. Esse núcleo é constituído por cinco professores e um funcionário da área administrativa e está hierarquicamente subordinado à Pró-Reitoria Acadêmica da UNORP.

Outro curso relacionado com Agronomia

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços.
Se continuar navegando, aceita o seu uso.
Ver mais  |