Home > Graduação > Zoologia > Sobral > Graduação em Zootecnia - Sobral - Ceará

Graduação em Zootecnia

Solicite informação sem compromisso UVA - CE - Universidade Estadual Vale do Acaraú

Para enviar a solicitaçao você deve aceitar a Política de Privacidade

Análise do Educedu

Mônica Almeida

Mônica Almeida

Graduação em Zootecnia

  • Modalidade
    A modalidade da graduação é presencial.
  • Duração
    Procure a faculdade para obter a informação.
  • Certificado Oficial
    O aluno receberá um diploma de Bacharel em Zootecnia.
  • Considerações
    A formação visa habilitar o estudante para o estudo e controle da genética e nutrição relacionados aos produtos extraídos de animais. O profissional também aprenderá sobre a exploração das culturas forrageiras. A graduação já é oferecida há 7 anos.
  • Dirigido a
    Interessados em Zootecnia.
  • Área de atuação
    Principais atividades deste profissional: . Verificação genética do rebanho; . Processos de criação; . Verificar e preparar a infra-estrutura para a criação . Supervisão de vacinas; . Outros.
Quer saber mais sobre este curso?
Solicitar informações

Comentários sobre Graduação em Zootecnia - Presencial - Sobral - Ceará

  • Objectivos
    Formar técnicos habilitados a desempenharem suas funções profissionais, tanto no atendimento às demandas do setor produtivo, como também a desenvolver sua carreira no campo da pesquisa científica e tecnológica ou do magistério superior.

    Tradicionalmente podem-se apontar três ramos principais na área das Ciências Agrárias: Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia. O Engenheiro–Agrônomo dedica-se à produção vegetal e animal, caracterizando-se como um profissional eclético dado a sua larga área de abrangência. Atualmente, em nosso País como ocorre no exterior, o profissional de Agronomia tem sua atuação concentrada na área de manejo, conservação e exploração das culturas e manejo dos recursos naturais renováveis.

    O Médico Veterinário é um profissional de saúde e reprodução animal.

    O Zootecnista tem seu campo de atuação profissional ligado à produção de produtos de origem animal, mais especificamente trabalhando com melhoramento genético, nutrição e manejo na produção animal. No entanto, devido ao fato de ser também de sua alçada a produção de alimentos para forrageamento animal, o Zootecnista incursiona na área agrícola, capacitando-se na implantação, manejo e exploração de culturas forrageiras.

    No Estado do Ceará o Curso de Agronomia é ofertado pela Universidade Federal do Ceará, no Campus do Pici, em Fortaleza, como uma opção viável de ter sua instalação concentrada no interior do Estado. Com isso, ter-se-ia um primeiro passo para a interiorização das Ciências Agrárias no Ceará, com uma série de benefícios tendentes a integrar o interior com capital e reduzir o êxodo rural dos mais intelectualmente aquinhoados, que são forçados a buscar na capital treinamento universitário que não encontram no interior. O Curso de Medicina Veterinária é ofertado pela Universidade Estadual do Ceará - UECE, também na Capital do Estado. Hoje, o Curso de Zootecnia é ofertado pela UVA e pela UFC, sendo que o Curso de Zootecnia da UVA, já com 7 anos de funcionamento, foi o primeiro do Estado do Ceará e tem a vantagem de estar localizado no interior do Estado.

    A interiorização da Zootecnia tem a vantagem de qualificar a mão-de-obra no local onde ela é necessária. Atualmente, os cursos universitários em Ciências Agrárias, estando na capital, induzem o deslocamento de jovens do interior. Lá, em contato com maiores oportunidades culturais, sociais, de lazer e de consumo, os formandos, em sua grande maioria, perdem o interesse em voltar a enfrentar as “agruras” do campo e buscam sua sobrevivência muitas vezes em atividades de subemprego, castrantes de seu potencial produtivo, e desvirtuando-se seu treinamento universitário.

    Realizando seu treinamento universitário no interior, o formando passaria a vivência no cotidiano, a realidade do campo. Desta forma teria a oportunidade de despertar para as oportunidades de realização que sua carreira realmente oferece e com isto decididamente para a viabilização sócio-econômica dos sistemas de produção animal, levando-o a ocupar o seu lugar destaque na economia do Estado. A interiorização da Zootecnia é um passo ousado na viabilização dos sertões cearenses que resultará, necessariamente, na eliminação do quadro de penúria e decadência em que se encontram.

    Localizada em Sobral, referencial político, econômico, cultural científico e histórico da zona Norte, a UVA deverá ser o berço natural desse importante evento. A região Norte do Ceará contém os três macro-ecossistemas do Estado, quais sejam: litoral, serra e sertão. Esse potencial para a produção zootécnica, em seus mais diversos aspectos, é insofismável. O litoral oferece excelentes oportunidades para a piscicultura, aqüicultura, bovinocultura, ovinocultura, caprinocultura de leite e apicultura, para o aproveitamento das floradas ao longo do ano e com apoio à fruticultura da região. A serra oferece condições de clima adequado à avicultura e suinocultura. O sertão deverá ter sua atividade econômica soerguida pela bovinocultura de corte, ovinocaprinocultura, bem como pela exploração racional de sua cobertura florística para produção de madeira para diversos fins. Finalmente, o processo de educação e de sensibilização que o curso de zootecnia induzirá pela ecogestão dos recursos naturais renováveis do semi-árido deverá reverter a degradação geral dos ecossistemas da zona Norte, pela regeneração de sua vegetação, recuperação de sua fauna, conservação de seus solos e mananciais hídricos.
  • Dirigido a
    a) fomentar, planejar, coordenar e administrar programas de melhoramento genético das diferentes espécies animais de interesse econômico e de preservação, visando a maior produtividade, equilíbrio ambiental e respeitando as biodiversidades no desenvolvimento de novas biotecnologias agropecuárias;

    b) atuar na área de nutrição e alimentação animal, utilizando conhecimentos sobre o funcionamento do organismo animal, visando ao aumento de sua produtividade e ao bem-estar animal, suprindo suas exigências, com equilíbrio fisiológico;

    c) responder pela formulação, fabricação e controle de qualidade das dietas e rações para animais, responsabilizando-se pela eficiência nutricional das fórmulas;

    d) planejar e executar projetos de construções rurais, de formação e/ou produção de pastos e forrageiras e de controle ambiental;

    e) pesquisar e propor formas mais adequadas de utilização dos animais silvestres e exóticos, adotando conhecimentos de biologia, fisiologia, etologia, bioclimatologia, nutrição, reprodução e genética, tendo em vista seu aproveitamento econômico ou sua preservação;

    f) administrar propriedades rurais, estabelecimentos industriais e comerciais ligados à produção, ao melhoramento e a tecnologias animais;

    g) avaliar e realizar peritagem em animais, identificando taras e vícios, com fins administrativos, de crédito, de seguro e judiciais bem como elaborar laudos técnicos e científicos no seu campo de atuação;

    h) planejar, pesquisar e supervisionar a criação de animais de companhia, de esporte ou lazer, buscando seu bem-estar, equilíbrio nutricional e controle genealógico;

    i) avaliar, classificar e tipificar produtos e subprodutos de origem animal, em todos os seus estágios de produção;

    j) responder técnica e administrativamente pela implantação e execução de rodeios, exposições, torneios e feiras agropecuárias. Executar o julgamento, supervisionar e assessorar inscrição de animais em sociedades de registro genealógico, exposições, provas e avaliações funcionais e zootécnicas;

    k) realizar estudos de impacto ambiental, por ocasião da implantação de sistemas de produção de animais, adotando tecnologias adequadas ao controle, ao aproveitamento e à reciclagem dos resíduos e dejetos;

    l) desenvolver pesquisas que melhorem as técnicas de criação, transporte, manipulação e abate, visando ao bem-estar animal e ao desenvolvimento de produtos de origem animal, buscando qualidade, segurança alimentar e economia;

    m) atuar nas áreas de difusão, informação e comunicação especializada em Zootecnia, esportes agropecuários, lazer e terapias humanas com uso de animais;

    n) assessorar programas de controle sanitário, higiene, profilaxia e rastreabilidade animal, públicos e privados, visando à segurança alimentar humana;

    o) responder por programas oficiais e privados em instituições financeiras e de fomento à agropecuária, elaborando projetos, avaliando propostas e realizando perícias e consultas;

    p) planejar, gerenciar ou assistir diferentes sistemas de produção animal e estabelecimentos agroindustriais, inseridos desde o contexto de mercados regionais até grandes mercados internacionalizados, agregando valores e otimizando a utilização dos recursos potencialmente disponíveis e tecnologias sociais e economicamente adaptáveis;

    q) atender às demandas da sociedade quanto à excelência na qualidade e segurança dos produtos de origem animal, promovendo o bem-estar, a qualidade de vida e a saúde pública;

    r) viabilizar sistemas alternativos de produção animal e comercialização de seus produtos ou subprodutos, que respondam aos anseios específicos de comunidades à margem da economia de escala;

    s) pensar os sistemas produtivos de animais contextualizados pela gestão dos recursos humanos e ambientais;

    t) trabalhar em equipes multidisciplinares, possuir autonomia intelectual, liderança e espírito investigativo para compreender e solucionar conflitos, dentro dos limites éticos impostos pela sua capacidade e consciência profissional;

    u) desenvolver métodos de estudo, tecnologias, conhecimentos científicos, diagnósticos de sistemas produtivos de animais e outras ações para promover o desenvolvimento científico e tecnológico;

    v) promover a divulgação das atividades da Zootecnia, utilizando-se dos meios de comunicação disponíveis e da sua capacidade criativa em interação com outros profissionais;

    w) desenvolver, administrar e coordenar programas, projetos e atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como estar capacitado para atuar nos campos científicos que permitem a formação acadêmica do Zootecnista;

    x) atuar com visão empreendedora e perfil pró-ativo, cumprindo o papel de agente empresarial, auxiliando e motivando a transformação social; e

    z) Conhecer, interagir e influenciar as decisões de agentes e instituições na gestão de políticas setoriais ligadas ao seu campo de atuação.
  • Titulação
    Graduação em Zootecnia
  • Conteúdo
    O Curso de Zootecnia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA foi fundado em 1995 e ofertou, inicialmente, vinte e cinco (25) vagas anuais, em turno diurno. A partir de 1998.2, o Curso passou a ofertar quarenta (40) vagas anuais, também no período diurno. Em 2003.2, a oferta foi aumentada para trinta (30) vagas semestrais, com a finalidade de otimizar a relação professores/alunos e a utilização da estrutura física do Curso. Também a partir de 2003.1 o curso passou a ofertar aulas práticas e teóricas no período diurno e aulas teóricas também no período noturno, para possibilitar uma maior flexibilidade no horário. Para o semestre de 2006.1 houve um aumento para trinta e cinco (35) vagas por semestre. As vagas preestabelecidas foram determinadas com base na demanda regional existente e na capacidade de funcionamento do Curso. As matrículas são realizadas pelo Departamento de Ensino de Graduação - DEG, em todas as disciplinas de acordo com a oferta de disciplinas publicada no manual do aluno, mediante pagamento de taxa estipulada pela Universidade e apresentação de todos os documentos necessários. As matrículas são feitas por disciplina, sendo que para que a matrícula em determinada disciplina seja efetivada o aluno deverá ter cumprido os pré-requisitos. O aluno tem a possibilidade de incluir ou excluir qualquer disciplina, durante o período de reajuste de matrículas, que, em geral, é de duas semanas após o início do semestre. As turmas teóricas têm o número máximo de cinqüenta (50) alunos e as turmas práticas de vinte e cinco (25) alunos. O Curso de Zootecnia da UVA adota o sistema de créditos, sendo que para a integralização do Curso são exigidos duzentos e quarenta (240) créditos (o equivalente a 3.600 horas) , sendo dezoito (18) créditos das Disciplinas do Núcleo de Disciplinas Complementares – NDC, comum a todos os Cursos de graduação da UVA, cento e noventa e dois (192) créditos em Disciplinas Obrigatórias, quatorze (14) em Atividades Complementares (o equivalente a 210 horas, atendendo ao mínimo estabelecido por Resolução que normatiza as Atividades Complementares da UVA), dezesseis (16) em Estágio Supervisionado Obrigatório, com carga horária mínima de duzentos e quarenta horas. O somatório do percentual do Curso destinado às Atividades Complementares e Estágio Curricular Obrigatório é de 20%, considerando-se as Disciplinas do NDC como parte das Atividades Complementares. O Trabalho de Conclusão de Curso – TCC é componente curricular obrigatório, a ser realizado ao longo do último ano do curso, centrado em determinada área teórico-prática ou de formação profissional, como atividade de síntese e integração de conhecimento e consolidação das técnicas de pesquisa. O aluno deverá se matricular na Disciplina TCC (obrigatória) de um (01) crédito, oferecida no último período letivo e defender seu Trabalho diante de uma Banca Examinadora, de acordo com regras que serão estabelecidas pela Coordenação do Curso de Zootecnia. As atividades complementares são componentes curriculares que possibilitem, por avaliação, o reconhecimento de habilidades, conhecimentos, competências e atitudes do aluno, inclusive adquiridos fora do ambiente acadêmico. As atividades complementares devem ser efetuadas atendendo os regulamentos internos da UVA, que as classifica em: a) Grupo 1 – Atividades de Ensino b) Grupo 2 – Atividades de Pesquisa c) Grupo 3 – Atividades de Extensão. Todas as atividades deverão ser comprovadas junto à Coordenação mediante apresentação de certificados, atestados, declarações, diplomas e outros, sendo que deverá ser realizado um mínimo de vinte (20) horas em cada um dos três grupos mencionados. A conversão das horas das atividades complementares será realizada de acordo com tabela elaborada e aprovada pelo Colegiado do Curso de Zootecnia da UVA. A carga horária semanal de disciplinas obrigatórias por período do Curso deverá ser no máximo de vinte e oito (28) horas, possibilitando que o aluno se envolva nas atividades complementares. Os estágios supervisionados são conjuntos de atividades de formação, programados e diretamente supervisionados por um ou mais membros do corpo docente da UVA e devem procurar assegurar a consolidação e articulação das competências estabelecidas, assegurando o contato do formando com situações, contextos e instituições, permitindo que conhecimentos, habilidades e atitudes se concretizem em ações profissionais, sendo recomendável que as atividades do Estágio Supervisionado se distribuam ao longo do curso. Para tanto, o Curso de Zootecnia da UVA dispõe da Fazenda Experimental e de Convênio com a Embrapa Caprinos e outras Instituições Públicas e Empresas Privadas. A integralização de créditos necessários à conclusão de graduação em Zootecnia deve ser feita no mínimo em quatro (4) e em média em quatro anos e meio (4,5 anos). O Curso de Zootecnia da UVA obteve o reconhecimento pelo parecer nº. 961/2000, publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará em 26 de janeiro de 2001. Porém, visando à adequação do Curso às necessidades regionais, bem como a qualidade do ensino e o acompanhamento pedagógico dos estudantes, foram recomendadas pelo Conselho Estadual de Educação do Ceará, na figura do relator do projeto, Prof. Edgar Linhares Lima, algumas modificações, tanto na estrutura de funcionamento do Curso como no seu projeto pedagógico. A proposta curricular do Curso de Zootecnia está baseada, em suas linhas gerais, na resolução Nº. 04 de 02/02/06 da Câmara Superior de Educação/CNE/MEC (Publicada no DOU de 03/02/2006, Seção I, pág. 34-35), fundamentada no Artigo 26 da Lei nº. 5.550 de 1968. Todavia, procurou-se ajustá-la às necessidades da Zootecnia do semi-árido nordestino, induzindo uma visão harmônica nos aspectos de conservação e manejo dos recursos naturais e da produção zootécnica. Isto porque se almeja à formação de um profissional voltado para a realidade regional, que tenha compreensão das relações produção animal – meio ambiente, buscando o ótimo biológico e econômico do primeiro e a contínua melhoria do segundo. O projeto pedagógico do curso, observando tanto o aspecto do progresso social quanto da competência científica e tecnológica, permitirá ao profissional a atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade na qual está inserido. Por outro lado, propõe-se o Curso de Zootecnia a formar técnicos habilitados a desempenhar suas funções profissionais, tanto no atendimento às demandas do setor produtivo, como também a desenvolver sua carreira no campo da pesquisa científica e tecnológica ou do magistério superior. Ênfase especial será dada a treinamento do aluno na área de criação de pequenos animais, como a apicultura, avicultura, suinocultura e a ovinocaprinocultura. Acrescenta-se também o empenho e comprometimento no sentido da recuperação de nossa fauna, via disciplinas relacionadas e desenvolvimento de pesquisa específicas, e criação de estrutura para reprodução de animais silvestres, com vistas à repovoamento. O curso deverá estabelecer ações pedagógicas com base no desenvolvimento de condutas e de atitudes com responsabilidade técnica e social, tendo como princípios: a) o respeito à fauna e à flora; b) a conservação e recuperação da qualidade do solo, do ar e da água; c) o uso tecnológico racional, integrado e sustentável do ambiente; d) o emprego de raciocínio reflexivo, crítico e criativo; e e) o atendimento às expectativas humanas e sociais no exercício das atividades profissionais. A Universidade não é apenas repassadora, mas também geradora de conhecimento científico. O Curso de Zootecnia, contudo, deverá ser um fator de fortalecimento da pesquisa em produção animal na região Norte, baseando-se na formação de equipes especializadas e seu próprio corpo docente, empenhando-se na busca da parceria com instituições regionais, como os Centros de Pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e também com centros internacionais de pesquisa. Neste contexto, o Centro Nacional de Pesquisa de Caprinos, graças a acordos firmados, já se constitui a instituição co-responsável, devendo colaborar para que o curso alcance seus objetivos com seus excelentes recursos humanos e recursos materiais, como laboratórios, bibliotecas, campos e animais experimentais. Por fim, o estágio curricular, oferecido a partir do quarto período, com duração mínima de 240 horas, constituirá parte importante na formação do novo profissional, podendo ser realizado tanto em empresas agropecuárias relacionadas com seu campo de trabalho, como também em instituições de ensino, pesquisa e extensão rural.

Opiniões (3)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Professores (4)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Atendimento ao aluno (4)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Programa de ensino (4)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Material (4)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Instalações (4)

Passo importantissímo para meu desempenho profissional.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Professores
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Atendimento ao aluno
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Programa de ensino
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Material
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Instalações

O curso de graduação em Zootecnia da Universidade Estadual Vale do Acaraú é de relevância e muito importante para minha carreira.

Eliane Rocha

Graduação em Zootecnia - Abril 2012

Curso de grande destaque na Universidade.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Professores
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Atendimento ao aluno
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Programa de ensino
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Material
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Instalações

O curso de Zootecnia da Universidade Estadual Vale do Acaraú é um melhores e mais premiados dentre todos os outros cursos ofertados pela instituição. É o único que tem continuação dentro da universidade, pois, após a graduação temos o mestrado que também nós é ofertado gratuitamente!

Stefanny Maria Gomes Damasceno

Graduação em Zootecnia - Abril 2012

Zootecnista
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Professores
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Atendimento ao aluno
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Programa de ensino
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Material
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Instalações

Um excelente curso para quem gosta de trabalhar com animais e estar sempre em contato com a natureza.

Anónimo

Graduação em Zootecnia - Enero 2012

Quer saber mais sobre este curso?
Solicitar informações

Últimas visitas ao curso

Solicitar informação à Instituição

"Gostaria de saber quando vão estar abertas novas inscrições para o vestibular para o curso de zootecnia em sobral, com detalhes de como fazer inscrição, período do curso, vagas, turnos disponíveis. Eu também gostaria de saber todas as informações que me sejam importantes para ingressar nesse curso junto a vocês . "

Wilson para Graduação em Zootecnia

Ceará

"Quero saber se o ingresso na faculdade é por meio de vestibular(concurso)? Como posso adquirir mais informações sobre esse curso? E se caso for prova e ter conseguido ingressar na faculdade, como posso fazer essa seleção? Eu gostaria muito de receber todas minhas respostas e mais um pouco. "

Wercauteres para Graduação em Zootecnia

Ceará

"Eu desejo prestar concurso para o curso de zootecnia e solicito informações: inscrições(data e valor), documentação necessária e o valor das mensalidades. "

Henrique para Graduação em Zootecnia

Ceará

Outro curso relacionado com Zoologia

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |